Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

O bandido levou R$ 35 mil em equipamentos e pediu perdão

Maestrina Silvia Teixeira perdeu a mesa de som do Coral Show Criança Feliz e outros itens. "Levaram a nossa vida", lamentou
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 20/04/2020 - 16:17Atualizado em 20/04/2020 - 16:21
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Se for possível, me perdoe... a vida é assim; hoje se perde, amanhã se ganha

Quem acredita sempre alcança.

E não esmurecemos (sic) para não dermerecermos.

E apesar dos pesares...

fé em DEUS.

Ass: anônimo

R$ 35 mil. Esse o tamanho aproximado do prejuízo que, como consolo, teve a mensagem acima escrita em uma parede. Foi este recado que encontrou, nesta segunda-feira, 20, a maestrina Silvia Teixeira ao chegar à sala que mantém, nos arredores do Criciúma Clube. É ali que ela ensaiava, até o início da pandemia, o Coral Show Criança Feliz e outros grupos da região, bem como era ali que a profissional da música havia retomado, na última quarta-feira, os atendimentos individuais dos seus alunos.

"Trabalhei na quarta e quinta, saí quinta depois das nove da noite e hoje, quando cheguei, a sala estava toda revirada e senti falta de alguns equipamentos", contou. Daí começou o drama e a triste contabilidade da perda, que atinge em cheio o trabalho reconhecido de Silvia. "Foi um prejuízo de uns R$ 35 mil. A mesa Yamaha que levaram, por exemplo, é a mesa que usamos nos shows do Coral Show", lamentou. "São anos de trabalho para comprar esses equipamentos. Levaram a nossa vida", disse, sem disfarçar a tristeza.

Silvia não tem mais informações, ainda, sobre responsáveis nem circunstâncias. Sabe apenas da "benevolência" dos criminosos, que deixaram o tal recado na parede, e que eles usaram a janela de um banheiro para levar os objetos do furto. "Sim, deixaram a janela do banheiro masculino, que dá para a rua, aberta. Não havia sinais de arrombamento na sala, mas tinha toda a bagunça. São equipamentos valiosos que eles levaram", reforçou. "A gente tem essa sala alugada ali do lado do Criciúma Clube, estamos ali faz um ano. O coral não está funcionando nem o clube na parte que envolve a coletividade", completou.

Abaixo, a descrição dos equipamentos e os telefones de contato para mais informações: