Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Napoleão Bernardes: “Existem algumas derrotas que te tornam maior”

Político diz que procura olhar para frente e pensa que o PSDB precisa se reconstruir
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 05/11/2018 - 09:52Atualizado em 05/11/2018 - 09:54
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

As Eleições 2018 foram complicadas para o PSDB, que terá redução nas bancadas da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), Câmara Federal e perda de um Senador, apenas no Estado. Candidato a vice-governador na chapa de Mauro Marini, Napoleão Bernardes concedeu entrevista ao Programa Adelor Lessa, falando sobre seus rumos e também do partido.

“Nós tivemos uma situação de nacionalização em Santa Catarina. Nosso candidato, Mauro Mariani, que apoiava o Henrique Meirelles e eu que apoiava o Geraldo Alckmin, então ficamos fora do segundo turno, não sendo atingidos por essa nacionalização”, comentou o político, que é ex-prefeito de Blumenau.

Napoleão acredita que o partido precisará se reconstruir, para continuar sendo uma opção interessante a população, assim, não fugiria do cargo de presidente estadual. Quando perguntado se teria sido melhor concorrer como governador e não vice, se esquivou.

“Eu sou muito pé no chão e trabalho com a realidade. O “e se” tem muitas circunstâncias, eu acredito no jogo jogado. Eu fui levado a uma missão e sou grato a isso, existem algumas derrotas que te tornam maior, nessa eu tive o meu nome elevado a nível estadual, então eu sempre acredito que no jogo jogado a gente não olha para trás. Então olhamos para a frente”, disse.

Confira a entrevista na íntegra: