Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Na Ásia e na Oceania deu Bolsonaro

Candidato do PSL foi o mais votado no Japão, Austrália e China
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 28/10/2018 - 16:31Atualizado em 28/10/2018 - 16:42
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Os brasileiros aptos a votarem na Ásia optaram em sua maioria por Jair Bolsonaro. O candidato do PSL somou 15.356 votos no Japão, de acordo com boletins informativos emitidos pelas urnas eletrônicas, Fernando Haddad (PT) conquistou 1.300 votos na Terra do Sol Nascente. Os votos foram realizados nas cidades de Tóquio, Hamatsu, Hiroshima, Oizumi, Suzuka, Takaoka, Toyohashi, Nagoia e Ueda.

Em Xangai, na China, o candidato do PSL teve 151 votos, contra 48 do petista. Em Taiwan, Bolsonaro atingiu 178 votos, contra 38 de Haddad. Brasileiros no Timor Leste também votaram, com 44 votos para Bolsonaro e 27 para Haddad. Na Oceania também deu Bolsonaro. Na Nova Zelândia, venceu com 179 votos contra 128 votos de Fernando Haddad. Na Austrália, somando votos de Melbourne e Sydney, foram 1.327 votos contra 809 do adversário.

Considerando apenas os votos válidos nos países citados: Japão, China, Austrália, Nova Zelândia, Timor Leste, Taiwan, o presidenciável Jair Bolsonaro conquistou 88% dos votos, contra 12% de Fernando Haddad.

De acordo com as normas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não é ilegal fotografar e divulgar imagens dos boletins impressos das urnas, que são afixados nas portas das seções eleitorais após o encerramento da votação. Diversas fotos dos boletins impressos foram divulgadas nas redes sociais. As urnas eletrônicas já foram fechadas em mais de 70 países.