Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Moacir Dajori volta para a Câmara 13 meses depois

Vereador havia perdido seu mandato, mas conseguiu recuperar após decisão do ministro Lewandowski
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 02/09/2019 - 09:15Atualizado em 02/09/2019 - 10:27
(foto: arquivo 4oito)
(foto: arquivo 4oito)

Um ano e um mês depois, Moacir Dajori (PSDB) voltará para a Câmara de Vereadores de Criciúma. Ele perdeu o mandato no começo de agosto de 2018. O político foi acusado de formação de quadrilha, prevaricação, peculato e concussão. Na última semana o ministro Ricardo Lewandowski liberou habeas corpus a Dajori.

“Assim que abrir a Câmara, às 13h, eu estarei lá junto com o presidente interino Pastor Jair, para retomar o cargo. Eu fui retirado por um processo que não existe mais, então nada mais justo do que voltar”, disse Dajori durante entrevista ao Programa Adelor Lessa.

Afastado da Câmara, o político precisava aproveitar o tempo, conforme contou. “Eu aproveitei para estudar, para ler bastante, para me inteirar na questão da política. Agora bem mais experiente, mais calejado, vou voltar para a Câmara de Vereadores e cumprir o meu mandato dedicado a população”, disse o vereador.

Eleições de 2020

A intenção de Dajori é concorrer à reeleição no próximo ano, já que teve 13 meses de seu mandato perdidos. Caso não possa, tem um plano B. “Se alguma coisa me impedir de ir à reeleição, então a minha esposa assume, ela participa de serviços comunitários e trabalha na Afasc. Se for eleita, vai fazer igual ou melhor do que eu faço”, afirmou.

Confira a entrevista na íntegra: