Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Leandro Lima sobre Case Sul: “Já estamos atendendo uma demanda da cidade”

Secretário de Justiça e Cidadania fala sobre protestos por medidas compensatórias
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 02/08/2018 - 09:21Atualizado em 02/08/2018 - 09:24
(foto: Jotha Del Fabro)
(foto: Jotha Del Fabro)

As comunidades de Morro Albino, Espigão da Pedra, Vila Maria e São Domingos protestam na manhã desta quinta-feira (2) exigindo o cumprimento de das medidas compensatórias prometidas pelo Governo do Estado de Santa Catarina para a instalação do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Sul e da Penitenciária Feminina.

O secretário do estado de Justiça e Cidadania, Leandro Lima, lembrou em entrevista que um tempo atrás a sociedade cobrava a instalação do Case devido a uma morte violenta na cidade causada por um menor.

“A Prefeitura de Criciúma doou o terreno para que nós construíssemos o Case. Nós construímos com todas as autorizações pertinentes ao seu funcionamento. A unidade é completamente nova, custou R$ 17 milhões e vai abrigar 60 adolescentes. Fizemos todo este movimento, contratamos e treinamos 120 pessoas para trabalhar no local. No nosso entendimento, ao construirmos este equipamento, já estamos atendendo uma demanda da cidade”, afirmou.

Lima esclareceu que esteve na Audiência Pública, no ano passado, quando as obras já estavam quase prontas. “Neste caso audiência se convoca muito antes. O Estudo de Impacto de Vizinhança revelou um baixíssimo impacto de funcionamento tanto da Penitenciária quanto do Case. Nós participamos e nos comprometemos a ouvir e implementar todos os projetos relacionados as medidas. Fizemos e tramitamos. Não assumimos o compromisso, até por falta de orçamento, de construir estrada. Assumimos o compromisso de tramitar o projeto no Governo do Estado. Hoje o projeto está na Secretaria de Infraestrutura. Neste momento não temos como conveniar com a Prefeitura pelo período eleitoral”, revelou.

O secretário disse que deve conversar com a comunidade na semana que vem.