Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Hora de reencontrar o caminho dos três pontos

Depois de sete jogos sem perder, agora Tigre já está a quatro partidas sem saber o que é vencer; Marlon fala em voltar a ganhar
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 31/10/2018 - 08:04
Lateral deve retornar ao time após se recuperar de lesão na coxa/Foto: Daniel Búrigo/Arquivo/A Tribuna
Lateral deve retornar ao time após se recuperar de lesão na coxa/Foto: Daniel Búrigo/Arquivo/A Tribuna

O Criciúma volta a viver um momento incômodo no segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro. No início da segunda metade do campeonato, o Tigre teve uma sequência de cinco jogos sem vencer - foram três empates e duas derrotas. Em seguida, veio uma reação, chegando a alcançar sete jogos sem saber o que era derrota – quatro vitórias e três empates. Agora, o tricolor mais uma vez vê a zona rebaixamento se aproximando. O motivo? São quatro jogos sem marcar os três pontos.

Após o jogo contra o Figueirense, Mazola Júnior voltou a demonstrar uma preocupação com o Z4. “Nós estamos só a seis pontos dos caras”, disse o treinador. Para conseguir se afastar de vez do grupo dos quatro últimos, o Tigre terá jogos difíceis. “Nas últimas cinco rodadas vamos enfrentar três times brigando para subir e dois para fugir do rebaixamento”, lembrou.

Mesmo com um calendário complicado pela frente, a expectativa é de voltar a reencontrar a vitória já contra o Goiás, amanhã, no Estádio Heriberto Hülse. No treino realizado ontem no Centro de Treinamentos Antenor Angeloni, os atletas trabalharam sob fortes cobranças de Mazola. “Ele vem fazendo isso desde quando chegou, sempre cobrando da gente”, apontou o lateral Marlon, que volta ao time depois de se recuperar de lesão na coxa.

Se aproximar de vez dos 45

O objetivo continua sendo o mesmo: os 45 pontos para se garantir na Série B. Porém, a sequência sem vitórias tem dificuldade a aproximação da pontuação desejada. E a partida contra o Goiás tem sido vista como o reencontro do Criciúma com os três pontos.

“Sabemos que estamos devendo. Esses dois últimos jogos não fizemos grandes partidas. Esperamos contra o Goiás que a gente possa conseguir fazer uma grande partida e conseguir sair com a vitória”, afirmou Marlon. “Vinhamos em uma sequência muito boa. Deixamos cair um pouco, mas agora é retomar nesses últimos cinco jogos para terminar bem o campeonato”, completou.

Caso vença o Esmeraldino em casa, o Criciúma fica apenas um ponto de sua meta, ficando com 44 pontos na tabela. “A ansiedade sobe para que a gente possa conseguir logo esse nosso objetivo. Para que a gente possa deixar o Criciúma na Série B do ano que vem. A gente está treinando forte para que isso aconteça logo”, afirmou o lateral.