Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Futuro do Seminário São José será discutido em audiência pública

Prefeito de Orleans segue defendendo a tomada de posse das terras 
Por Erik Behenck Orleans - SC, 15/05/2019 - 09:10Atualizado em 15/05/2019 - 09:13
(foto: Erik Behenck)
(foto: Erik Behenck)

Uma audiência pública na noite desta quarta-feira (15), a partir das 19h, debaterá sobre a questão envolvendo o Seminário São José, de Orleans. No fim de abril o prefeito Jorge Koch assinou um decreto declarando o espaço de 34 hectares como utilidade pública. As terras são propriedade do Instituto Leonardo Murialdo, congregação católica presente desde 1959 no município.

“Esse ato do prefeito é um suicídio histórico. Ele está matando toda a história dos padres murialdos e de Orleans”, disse o padre Vilcionei Baggio. “Eu entrei no seminário e tinha dez anos. Era assim naquela época, hoje não é mais. Hoje lá funciona, naquele espaço, uma escola. O padre Cornélio acompanha tudo de perto, então não é algo abandonado”, completou

O prefeito Koch lembrou que o Estado é laico, logo influências religiosas não devem ser levadas em consideração nas decisões do governo. Frisou que as propriedades privadas são previstas na Constituição Federal, ainda assim, o direito público fica acima em todas as esferas. 

“É uma área que interessa muito o município. Posteriormente faremos um decreto para a desapropriação da unidade, iriamos conversar para fazer amigavelmente e depois judicialmente”, ponderou o prefeito. “Se nós não pensarmos em uma cidade moderna, estaremos fadados a não deixar espaço público nenhum”, completou.

Conforme o padre Vilcionei, o ambiente continua sendo utilizado para a educação. “Na minha época, trabalhávamos a terra para o auto sustento. Aquela terra é de propriedade da congregação, temos projetos para Orleans e um deles é este, que vai trazer mais desenvolvimento para a cidade”, afirmou.