Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

EZOS: um novo grupo econômico

Grupo reúne as empresas Fumacense Alimentos, JS Empreendimentos e Criciúma Shopping
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 19/10/2020 - 09:58Atualizado em 19/10/2020 - 10:00
Foto: Luana Mazzuchello/4oito
Foto: Luana Mazzuchello/4oito

Um projeto de um grupo econômico que começou a ser desenvolvido em 2019 que une três grandes marcas do Sul de Santa Catarina. Este é o Grupo EZOS que passa a atuar neste mês e envolve a gestão das empresas no Sul catarinense: Fumacense Alimentos, JS Empreendimentos e Criciúma Shopping.

A iniciativa traz para a região um modelo de gestão inovador, com a implantação do primeiro Centro de Serviços Compartilhados do Sul catarinense. “Tínhamos três empresas no grupo. As famílias, ao longo dos anos, diversificaram os seus produtos, começando pelo ramo de alimentos e posteriormente indo para o imobiliário e o varejo. O grupo econômico é uma tendência no cenário nacional e no mundo. Começamos a perceber a necessidade, olhando o desenvolvimento dos negócios e a necessidade de colocar tudo embaixo de um guarda-chuva. O que nós chamamos de holding ou grupo econômico com o objetivo de abraças todas estas empresas para que elas possa interagir e com isso desenvolvermos os negócios”, salientou o diretor-geral do Grupo EZOS, Jefferson Santos Ribeiro, em entrevista ao Programa Adelor Lessa.

Ele fala ainda que o projeto foi pensado a curto, médio e longo prazo. “A curtíssimo prazo, analisamos negócios que tivessem aderência e que pudessem ampliar o que já temos. Temos dois negócios novos que serão lançados no fim do ano que tem a ver com os nossos negócios. Em paralelo, uma área financeira já pensando na concepção, na estrutura do grupo econômico”, destacou.

O grupo econômico criou ainda o Centro de Serviços Compartilhados (CSC) une, em um só local, diversos setores que não são diretamente ligados às atividades fins de cada empresa pertencente ao grupo, tais como: contabilidade, controladoria, financeiro, marketing, jurídico, TI e recursos humanos. “É um setor criado abaixo da holding para dar suporte a todos os negócios da empresa. Um único centro que compartilha os serviços para todos os negócios. Todas as informações são geradas em um único local dando os subsídios para a holding”, explicou o diretor do Centro de Serviços Compartilhados do Grupo EZOS, Ricardo Regado.

Todo o processo tem sido acompanhado pelos representantes das famílias Mezzari e Dagostin (fundadoras das empresas), que fazem parte do Conselho de Administração. “Foi um longo trabalho. Utilizamos uma agência de publicidade que veio nos assessorando e trabalhando nos nomes. São duas famílias, dois polos fortes, entendemos que seria importante alguma cosia que identificasse as duas famílias. As famílias não atuam no executivo do negócio, tem uma estrutura de conselho que até mês passado era consultivo e a partir de agora começa a trabalhar no conselho de administração”, comentou o sócio, Henrique Mezzari, membro da terceira geração de uma das famílias fundadoras.