Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Empresário cria site para doações de recursos para candidatos as Eleições 2018

Com o Doação Eleitoral.org pessoas físicas poderão doar através de cartão de crédito ou débito
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 19/04/2018 - 11:36

O empresário Tiago Bez Hahn criou um site para captação de recursos financeiros para candidatos nas Eleições 2018. O “Doação Eleitoral.org” está pronto para começar a rodar no dia 15 de maio. “A gente tem a intenção declarada ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O registro abre no dia 30 de abril”, explicou.

Tiago conta que seu envolvimento como marketing político começou em 2016, quando entrou no segundo-turno da candidata derrotada Angela Amin. “No dia 17 de outubro de 2017 eu estava lendo sobre a minirreforma eleitoral para ver se eu ia poder gastar recursos e investir em anúncios na internet. No final da Lei tinha um artigo falando que nas eleições de 2018 pessoas físicas poderiam doar, via cartão de crédito e débito, para candidatos”, contou.

Após isso, o empresário começou a trabalhar na criação do programa e as conversas com o TSE, junto aos seus sócios. “O TSE abriu o mercado, quem quiser pode abrir uma empresa de financiamento coletivo. A pessoa vai lá, coloca o nome do candidato, escolhe quanto vai doar e em menos de dois minutos a doação está feita. O recibo eleitoral será enviado para o email. A gente lança o recibo no TSE e em menos de 30 dias o dinheiro vai para o candidato.  Exatamente como funciona um e-commerce, só que para campanhas políticas”, explicou.

O candidato se cadastra, assina um contrato e a partir daí seu nome fica disponível na página. “Eles ganham também botãozinho para botar nas redes sociais e no site. Eles podem operar as doações. A gente só vai ter a ferramentas entre candidato e eleitor. Nós não vamos entrar na parte de marketing ou campanha. Seremos apenas facilitadores”, esclareceu.

A doação fica exposta por exigência do TSE. O site será credenciado ao TSE e os candidatos poderão assinar contrato com a plataforma. “Nos Estados Unidos aproximadamente 2% da população doa e aqui temos uma base de que 10% da população vai doar. Então acho que neste ano a campanha vai ser bem diferente dos outros anos”.