Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Empresário confessa assassinato de jogador Daniel

(VÍDEO) Suspeito acusa vítima de ter estuprado sua esposa após festa em casa noturna
Por Redação Criciúma, 02/11/2018 - 16:36Atualizado em 02/11/2018 - 17:20

O empresário Edison Brittes Júnior confessou à polícia a autoria do homicídio do jogador Daniel, brutalmente assassinado em São José dos Pinhais, na região de Curitiba (PR), no último dia 27. Estão presos pelo caso o próprio empresário, de 38 anos, além da esposa Cristiana, de 35 anos, e a filha do casal, Allana, de 18 anos, que conhecia Daniel. 

Em depoimento, Brittes afimou que, após uma festa, Daniel foi para a sua casa, tentou estuprar a mulher dele e, ao ser flagrado pelo empresário, deu início a uma confusão que se estendeu para fora da casa e culminou na  morte do jogador. 

Em reportagem sobre o caso, o site G1 apontou algumas divergências entre as versões de Brittes, de uma testemunha e das próprias informações da perícia. Entre elas está o momento em que Cristiane foi dormir, chocando a versão do marido com as fotos enviadas por Daniel a amigos. Outra é sobre a faca usada no crime, se teria sido levada de casa ou estava no carro do suspeito.

Até o momento, as investigações dão conta de que o atleta foi espancado na casa do suspeito, mas morto no local onde foi encontrado, em uma plantação de pinus, com cortes profundos no pescoço e os genitais arrancados. 

Veja abaixo o vídeo com a versão do suspeito Edison Brittes Júnior do acontecido

Ameaça

Uma testemunha conta que foi chamada por Allana para conversar. Elas encontraram em um shopping – o pai e a mãe de Allana estavam junto. Essa testemunha disse que família orientou o que deveria ser dito, caso fosse procurada, pela polícia.

De acordo com a testemunha, Edison Júnior propôs que eles 'fechassem um elo', e que se alguém falasse algo, ele saberia quem era. A testemunha disse que entendeu a fala como uma ameaça.