Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Eleição para a mesa diretora do Conselho Deliberativo do Tigre é cercada de polêmica

Surge como candidato único a presidente do CD o advogado Guilherme Búrigo
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma, SC, 20/07/2021 - 15:44Atualizado em 20/07/2021 - 15:45
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Ocorre na quarta-feira, 21, entre as 17h e as 19h30, a eleição para a mesa diretora do Conselho Deliberativo (CD) e do Conselho Fiscal do Criciúma para o mandato de 2021 a 2025. Como nas eleições para as 194 vagas transitórias no CD, a formação da mesa diretora está envolta de polêmica.

Na última sexta-feira, integrantes da chapa Revigoração, que venceu as cadeiras para o CD no mês de junho, denunciaram uma possível irregularidade na formação de outra chapa para a disputa da mesa diretora, em uma reunião de sete pessoas, incluindo o atual presidente do Conselho, Carlos Alamini, fora do prazo final para as inscrições das nominatas.

Segundo nota divulgada pela Revigoração, e confirmada pelo candidato a secretário do CD, Antonio Sérgio Fernandes, os integrantes da chapa flagraram a reunião a portas fechadas no Heriberto Hülse às 18h07, horário posterior ao fechamento da inscrição das nominatas. 

O temor era de que a chapa "opositora" à maioria das cadeiras do CD fosse inscrever um candidato a presidente do Conselho após o prazo firmado pela atual mesa diretora. Na abertura dos envelopes das duas nominatas na última segunda-feira, constatou-se que apenas a Revigoração apresentou nomes à mesa do conselho - a outra chapa tem apenas candidatos ao Conselho Fiscal.

Fernandes afirma que faltou transparência durante o processo de inscrição das chapas. A Revigoração, por nota, chamou de "esdrúxulos" os horários propostos para a eleição da mesa diretora. 

Com as inscrições encerrando-se ao fim da tarde de sexta-feira, os nomes indicados por ambas as chapas foram encaminhados à advogada do clube e posteriormente à mesa atual do Conselho Deliberativo na segunda-feira, e as nominatas divulgadas no começo da tarde desta terça-feira. A votação, na qual participam 300 conselheiros - 194 transitórios e 106 vitalícios -, será realizada na quarta, a partir das 17h.

"Houve uma série de irregularidades e deixaram de atender nossos pedidos, sem nenhuma transparência. Eles (chapa opositora) tentaram todo mundo para ser presidente, inclusive pessoas da Revigoração, ofereceram coisas que não dá nem para citar", relatou Fernandes.

O ainda presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Alamini, preferiu não se manifestar sobre o assunto. "Sou presidente do Conselho Deliberativo e mais nada. É muita coisa que se fala, assustadora. Estamos trabalhando há bastante tempo para deixar tudo certo para quem ganhar a eleição", relatou. 

"Vai ter eleição e amanhã se Deus quiser acaba tudo isso daí", concluiu o presidente do Conselho. Alamini disse querer apenas encerrar a sua participação como presidente do CD e, posteriormente, assumir como conselheiro vitalício. 

Nas nominatas divulgadas pelo Conselho Deliberativo nesta terça-feira, surgem como candidatos únicos à mesa do conselho: Guilherme Búrigo, presidente, Ana Maria Bortolatto Brina, vice-presidente, e Antônio Sérgio Fernandes, secretário, os três integrantes da Revigoração.

Segundo a Comissão Eleitoral, houve duas pendências em relação aos nomes apontados para a mesa diretora, com prazo dado para a regularização;  são os requisitos contidos no artigo 64 do Estatuto do clube: os candidatos aos cargos de Presidente, Vice Presidente e Secretario do Conselho Deliberativo, deverão contar, no mínimo, com oito anos ininterruptos como sócios do Criciúma.

"A Comissão Eleitoral fez algumas ponderações com relação aos requisitos indispensáveis para a candidatura, porém nada que não possa ser sanado, portanto, a eleição esta mantida conforme Edital de Convocação", confirmou Antônio Sérgio Fernandes, candidato a secretário do CD. 

Ao Conselho Fiscal, há duas chapas: a 1, da Revigoração, e a 2, sem nome; ambas as nominatas foram aprovadas pela Comissão Eleitoral.  

CHAPA 1
Titulares:
Marcos Alexandre Pasetto 
Renato Pieri 
Vitor Cesar Justino 
 
Suplentes:
Lucas Martins Meller
Marcio de Assis Lucio
Marcos Patrício Viscardi
  
CHAPA 2
Titulares:

Agenor Daufembach Junior
Robinson Conti Kramer
Luiz José Damasio 
 
Suplentes:
Jairo Tiscoski
Solete Bitencourt
Eder Fabian Morona