Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“Dificilmente vamos encontrar em SC um cenário político tão indefinido”

Jornalista Moacir Pereira traz sua opinião sobre as eleições 2018 em Santa Catarina
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 16/01/2018 - 09:02Atualizado em 16/01/2018 - 11:52
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

O cenário político em 2018 gera grandes dúvidas, principalmente em Santa Catarina, onde ainda é difícil falar em candidatos. O período é de projeções políticas, por isso o Programa Adelor Lessa traz nesta semana a opinião de jornalistas políticos do estado. Ontem Marcelo Lula, de Chapecó, trouxe suas projeções. E hoje, foi a vez do jornalista político Moacir Pereira.

“Dificilmente vamos encontrar no estado um cenário político tão indefinido. Temos possíveis candidatos, mas não temos nenhum consolidado. É um fato raríssimo. Pela primeira vez os que devem ser candidatos, não são comandantes dos partidos. É um cenário muito incerto, o horizonte não está claro. Há muitos fatos que vão acontecer. Eu não ousaria afirmar. Em princípio deveremos ter quatro candidatos. Mas isso ainda não é certo”, disse Pereira.

Sobre a candidatura de Paulo Bauer, Pereira disse que é a candidatura que mais está firmada. “Mas pode não acontecer. E se o PSD resolve se aliar ao PMDB? Não haveria espaço para o Paulo Bauer”, afirmou. E completou dizendo que não acredita na aliança e que o nome de Paulo Bauer continua sendo um dos mais fortes.

Segundo Pereira, o que se está sabendo nos bastidores é que Eduardo Moreira e Raimundo Colombo são favoráveis a aliança do MDB com o PSDB. “E aí teremos um embate entre Eduardo e Mauro Marini. Se os dois se aliarem, cria uma aliança forte em Santa Catarina”, explicou.

Para o jornalista, os fatos determinantes serão o julgamento de Lula, a posse de Eduardo Moreira, a possível renúncia de Colombo, mudanças na Câmara e previas do MDB. “Também não podemos esquecer do julgamento do inquérito que envolve o nome de Raimundo Colombo”, esclareceu.