Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Daniel Freitas: “Chegou o momento do Sul, precisamos fortalecê-lo”

Deputado federal eleito pelo PSL foi o quinto entrevistado da série de A Tribuna
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 23/10/2018 - 10:30

Dando continuidade à série de entrevistas com deputados eleitos pela Região Sul, o quinto entrevistado foi Daniel Freitas. O deputado federal eleito pelo PSL, partido de Bolsonaro, foi o segundo mais votado do estado e o primeiro de seu partido, com 142.571 votos no total. Ele afirmou que tem um compromisso forte com o Sul do Estado e que a Campanha “Vote em Candidatos do Sul” deve trazer muitos resultados positivos.

“Até porque eu sou bisneto de empresário, neto, filho e sou empresário e sei as dores que o empresariado sofre. Mas acima de tudo conheço as demandas e dores do Sul. Então, o meu compromisso com o nosso estado é enorme. Algumas bandeiras já são da minha raiz. Até porque eu, antes mesmo de assumir, já estou me adiantando e tomando algumas atitudes. Como na próxima terça-feira, ao meu convite vem para Santa Catarina o futuro ministro de Tecnologia e Inovação, o Marcos Pontes, que foi convidado por Jair Bolsonaro a assumir esta pasta. Nós iremos discutir essa pauta em Florianópolis”, disse.

A saúde será mais uma das bandeiras defendidas por Freitas, com foco no Hospital Materno Infantil Santa Catarina. “Agora temos a missão de fortalecer essas pautas. Serei um grande defensor e espero ter um governador do nosso lado. Se deus quiser o comandante Moisés e o presidente da República Jair Bolsonaro. Eu já dizia antes que poderei ser um elo do Sul de Santa Catarina com o futuro presidente. Hoje eu sou o mais votado deputado federal do PSL de Santa Catarina e o segundo mais votado do Estado na Eleição 2018. Meu compromisso é do tamanho da minha votação", esclareceu.

Freitas falou ainda sobre os problemas de infraestrutura da região, como o caso do atraso na entrega da duplicação da BR-101, que retardou consideravelmente o desenvolvimento do Sul em relação a região norte do Estado. “Na minha campanha tive este momento de observar de perto essas diferenças. Então, chegou o momento do Sul. Precisamos fortalece-lo”, afirmou.

A entrevista completa pode ser conferida nesta terça-feira, nas páginas de A Tribuna.