Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Comandante Moisés em primeiro nas maiores cidades

O candidato do PSL ficou em primeiro em Blumenau, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Joinville e Tubarão
Por Francieli Oliveira Criciúma, SC, 10/10/2018 - 21:45Atualizado em 10/10/2018 - 21:49
Foto: Guilherme Hahn / Especial / A Tribuna
Foto: Guilherme Hahn / Especial / A Tribuna

Gelson Merisio, do PSD, terminou o primeiro turno com maior número de votos, mas perdeu nas principais cidades de Santa Catarina. Comandante Moisés, do PSL, teve mais votos em Blumenau, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Joinville e Tubarão. A liderança de Merisio ocorreu em Chapecó e Lages.

O total de votos de Gelson Merisio em Santa Catarina foi de 1.121.869. A cidade onde mora e tem sua base política, Chapecó, correspondeu com 45.569. Lá, Merisio, também ficou em primeiro lugar, com 42,73% dos votos válidos. O efeito Merisio também pode ser notado na baixa votação de Mauro Mariani (MDB), colocado como principal adversário do PSD durante a campanha. Mariani ficou em quarto na cidade, com 13.920 votos. O segundo lugar ficou com Décio Lima (PT), que tinha o vice, Kiko Oliveira (PT), ex-prefeito de São Domingos, mas com base na cidade. A dupla do Partido dos Trabalhadores fez 26.719 votos. O terceiro lugar foi de Comandante Moisés com 18.376 votos.

Gelson Merisio ganhou o primeiro turno

Lages foi a outra cidade de referência regional em que Merisio ficou com a primeira colocação. A Serra é a base do ex-governador Raimundo Colombo, mesmo partido de Merisio, mas que não conseguiu a eleição ao Senado. Na maior cidade da região serrana, Merisio conseguiu 35.832 votos. O segundo lugar foi de Comandante Moisés com 18.848 votos. Em terceiro veio Mauro Mariani com a confiança de 17.106 eleitores e Décio Lima obteve 8.468 votos.

Seis cidades para o PSL

Comandante Moisés comemorou com a família no domingo / Foto: Guilherme Hahn / A Tribuna / Especial

Nas outras seis cidades relacionadas, o candidato do PSL ficou com o primeiro lugar. Em Santa Catarina, Comandante Moisés terminou o primeiro turno em segundo lugar, com 1.071.406 votos. Apenas 50.463 a menos do que Merisio. O candidato que se colocou como o representante de Jair Bolsonaro (PSL) em Santa Catarina saiu vencedor em Blumenau, com 69.894 votos. A curiosidade neste caso é que a cidade tinha representantes locais. Décio Lima foi prefeito por duas vezes, mas terminou esse pleito em quarto com 22.159 votos. Napoleão Bernardes (PSDB) renunciou ao seu segundo mandato na Prefeitura, em abril, para concorrer. Acabou sendo o indicado para concorrer como vice de Mauro Mariani. A dupla terminou em terceiro na cidade com 35.590 votos. Merisio também tem o vice de Blumenau. João Paulo Kleinübing (DEM) também foi prefeito da cidade. Eles terminaram em segundo, com 46.511 votos.

Criciúma não tinha candidato a governador e nem vice. A relação mais próxima é com Kleinübing, casado com uma criciumense. Na cidade, a vitória foi de Comandante Moises com 37.352 votos. Merisio veio em segundo com 35.307, Mariani obteve 15.466 e Décio recebeu 10.115 votos.

Na capital do estado, o primeiro lugar também ficou com Comandante Moisés, sua cidade natal e onde mora. O representante do PSL recebeu 73.947 votos. O segundo lugar na cidade ficou para Merisio com 59.524 votos, seguido por Mariani com 43.796 e Décio Lima com 39.144 votos.

Em Itajaí, cidade próxima a Blumenau, a vitória também foi de Comandante Moisés com 37.083 votos, seguido por Merisio com 31.077, Mariani com 19.617 e Décio Lima com 9.867 votos.

Mariani perde em Joinville

Mauro Mariani não conseguiu vencer em Joinville

Outro resultado que chamou a atenção foi em Joinville. Maior cidade do estado, governada pelo MDB, com o prefeito Udo Döhler, base eleitoral de Mariani e do principal líder do partido, o já falecido Luiz Henrique da Silveira, muito citado na campanha. Os joinvilenses, porém, em maior número, optaram por Comandante Moisés, com 112.825 votos. O segundo lugar ficou com Merisio, que teve 76.631 votos. Mariani aparece em terceiro com 63.063. O quarto foi Décio Lima com 21.673 votos.

Também aqui no Sul do estado, Tubarão deu a maioria dos votos ao candidato que tem maior proximidade com a cidade. Moisés foi comandante do Corpo de Bombeiros local e tem ali sua base eleitoral. Ele fez 28.846 votos, mais de 50%. O segundo lugar ficou com Gelson Merisio, candidato do prefeito Joares Ponticelli (PP), com 13.938 votos. Mauro Mariani ficou em terceiro com 6.593 votos e Décio Lima obteve a confiança de 4.659 eleitores.