Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Clube nível Banana Bowl

Estrutura do Mampituba é destaque na competição
Por Redação Criciúma, SC, 14/02/2019 - 09:16
Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna
Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna

Para que uma competição de tênis seja de alto nível é preciso que as instalações onde estão ocorrendo os jogos corresponda as expectativas dos jogadores, treinadores e organizadores do evento. É o que vem acontecendo com a Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma. Pelo terceiro ano consecutivo sendo sede do Banana Bowl, uma das maiores competições juvenis da modalidade, o clube, mais uma vez, tem demonstrado a sua capacidade em receber grandes eventos.

As condições favoráveis para a prática do esporte oferecidas pelo Mampituba é ressaltada pelo supervisor da Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês), Rafael Schneider. “Faço eventos no mundo inteiro e é difícil encontrar uma estrutura assim e com tantas quadras disponíveis”, avaliou

Na busca por oferecer o melhor, o Mampituba liberou para os participantes o acesso a musculação, piscinas, saunas e mantém a clínica de fisioterapia sempre aberta. Três fisioterapeutas e uma massoterapeuta trabalham em tempo integral para oferecer atendimento dentro de quadra, massagem para recuperação e massagem relaxante. Além de demais funcionários capacidades para dar suporte ao Banana Bowl.

Uma nova quadra aberta foi construída especialmente para o evento/Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna

O técnico e irmão da tenista Julia Aguiar, de 18 anos, Tiago Aguiar, aprovou o Mampituba ao relacionar a estrutura com a evolução do torneio. “Esse aumento de uma edição para outra mostra como a competição está crescendo e ficando forte. As pessoas se sentem bem aqui, todo o clube acolhe muito bem o evento, desde a portaria até a equipe que nos jogos”, afirmou.

Quadra nova para o evento

Pensando no Banana Bowl, o Mampituba construiu recentemente uma nova quadra aberta, além das outras 12 que já possuía, sendo seis abertas e cobertas. De acordo com o coordenador do tênis do clube, Rodrigo Canuto, além da nova quadra, também foi investido em iluminação de LED. Benefícios que, segundo ele, ficarão de legado para os sócios da Sociedade Recreativa Mampituba.

“Os participantes tem elogiado bastante, não só a estrutura, como também a organização do Mampituba, desde a limpeza, a qualidade das quadras antigas e da nova” ressaltou.

Brasileiros derrotados no Banana Bowl

O Brasil não tem mais representantes no Banana Bowl, nos jogos de ontem, os tenistas brasileiros acabaram perdendo e sendo elimados. Contra o espanhol Nicolas Varona, Pedro Boscardini acabou sendo derrotado. As parciais da partida foram 6/4, 4/6 e 6/1. Natan Rodrigues também não segurou o seu adversário, o americano Tyler Zink, perdendo por 3/6, 6/4 e 6/4. Os estrangeiros avançaram para as quartas de final.

Nas duplas também não deu para o Brasil. Gustavo Heide e João Victor Loureiro foram eliminados pelos argentinos Santiago De La Fuente e Juan Bautista Torres. Já Boscardin e Rodrigues foram superados pelos também argentinos Roman Andres Burruchaga e Alejo Lorenzo Lingua Lavallen.

Natan Rodrigues não passou pelo americano Tyler Zink/Foto: Luiz Cândido/Confederação Brasileira de Tênis