Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Argel Fucks admite que Criciúma não jogou bem o primeiro tempo

Para o técnico, é vergonhoso comemorar apenas por estar fora da zona de rebaixamento
Redação
Por Redação Criciúma - SC, 25/03/2018 - 19:17Atualizado em 25/03/2018 - 19:58
(foto: Caio Marcelo/ Criciúma EC)
(foto: Caio Marcelo/ Criciúma EC)

O Criciúma venceu o Inter de Lages de virada na partida deste domingo (25). O jogo que começou fraco e com gol do visitante, só se tornou melhor para o Criciúma no meio do segundo tempo. Em entrevista, o técnico Argel Fucks admitiu que o Tigre foi fraco no início da partida.

“Isso é costumeiro na nossa equipe. Não jogamos bem no primeiro tempo contra o Avaí. Entramos hoje displicentes e lentos. Fizemos dois gols impedidos, tivemos chances, mas não jogamos bem no primeiro tempo. Claro que você acaba perdendo o primeiro tempo dentro de casa. O futebol é difícil, o Criciúma tem muitos problemas. Quando chegamos aqui o Criciúma estava na zona de rebaixamento. Agora não vamos cair, mas isso é muito pouco”, afirmou.

Segundo Argel, o intervalo foi um momento para acalmar os jogadores e não para dar esporro sobre o mau resultado do primeiro tempo. “Às vezes é preciso fazer carinho nos jogadores e foi o que eu fiz. Voltamos no segundo diferentes. Demorou um pouquinho, mas depois dos 15 conseguimos mudar. A gente consegui com calma e tranquilidade. Conquistamos o objetivo. O objetivo era esse. Era um sufoco grande e conseguimos vencer. Precisamos melhorar e temos que crescer ainda. Nós jogamos só no segundo tempo, o primeiro tempo não foi bom, temos que ter humildade para admitir”, admitiu o técnico.

Argel falou  que é vergonhoso comemorar por estar livre da zona de rebaixamento do Catarinense, mas é uma realidade. Disse ainda que, diferente do passado, hoje em dia nenhum time ganha só com “camisa” e história.

“O futebol hoje tá equilibrado, está igual. Hoje não adianta pensar que é só camisa, jogador ou nome. Nós cumprimos o objetivo, garanti a permanecia na série A do Catarinense. Agora é montar o planejamento para a Série B de um campeonato longo e difícil. O que eu posso fazer pelos jogadores eu estou fazendo, dando oportunidades”, disse.