Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Adeus, Próspera

Ideias diferentes de membros da diretoria faz Célio Rocha optar pela saída do clube
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 18/12/2018 - 10:00
Gerente trouxe o técnico Paulo Baier ao time da Raça/Foto:Daniel Búrigo/Arquivo/A Tribuna
Gerente trouxe o técnico Paulo Baier ao time da Raça/Foto:Daniel Búrigo/Arquivo/A Tribuna

O Próspera não tem mais seu gerente de futebol. A função da diretoria do clube estava preenchida por Célio Rocha, mas ele não exercerá mais o cargo no Time da Raça. Ideias de planejamento para a temporada 2019 pensadas por ele que não estavam alinhadas com o pensamento do restante da diretoria do time fizeram o profissional optar por não dar continuidade ao seu trabalho.

Responsável pela vinda da maioria dos atletas campeões da Série C de 2018 e pela contratação do técnico Paulo Baier, Rocha ficou descontente com o pensamento no futuro do Próspera. “Pessoas dentro do clube que não são da área do futebol querem seguir um caminho diferente do que eu acredito. Acho que alguns jogadores que jogaram com a gente já deveriam ter um pré-contrato e serem emprestados, depois retornariam. Porém eles querem falar do time só um mês antes de começar a Série B, daí não funciona”, apontou.

A forma de tratamento com outros profissionais foi outra questão dita pelo gerente de futebol como determinante para seu desligamento. “Teve gente que se dedicou muito por essa campanha que fizemos que foi desrespeitada, dispensada por mensagem. Isso não é bacana. Essas coisas vão desgastando o clima dentro do clube. Achei melhor encerrar minha passagem agora do que as coisas piorarem”, afirmou Rocha.

Futuro ainda incerto

Voltar atrás da decisão e permanecer no Próspera não tem faz parte dos planos do gerente de futebol. Ele inclusive tem conversas com um outro clube que irá disputar o Campeonato Catarinense da Série B no ano que vem. “Nada certo, apenas um contato. Devo sentar aí no futuro com os representantes do clube e tentar fechar alguma coisa”, comentou.

Ele acredita que o trabalho desempenhado no Time da Raça pode ajudar nas negociações. “Tivemos um bom planejamento na Série C no Próspera. Algumas pessoas, como o presidente, por exemplo, levou o clube muito tempo nas costas, segurou muita barra. Infelizmente tem gente próxima dele que pode prejudicar tudo que foi feito até o momento. Encerro minha participação com dever cumprido”, destacou. 

O jornal A Tribuna tentou contato com o presidente do Próspera, Dorval Arriola, mas não foi possível o contato com o mandatário do Time da Raça.