Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Aciva avalia como positivo encontro com vereadores para diminuir duodécimo

Associação empresarial quer assegurar que economia da câmara de vereadores de Araranguá vire lei
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Araranguá - SC, 07/11/2019 - 19:12
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A reunião que tratou da redução do repasse do duodécimo à casa legislativa de Araranguá, entre representantes da Associação Empresarial de Araranguá (Aciva) e vereadores do município, ocorrida na noite de quarta-feira, 6, encerrou com saldo positivo, na avaliação do presidente da Aciva, André Serafin.

No primeiro encontro marcado pela Aciv, nenhum vereador compareceu. Já na quarta-feira, alguns representantes do legislativo estiveram presentes. A expectativa da Aciva é de que uma proposta real na redução dos repasses da prefeitura seja apresentada pela Câmara. Atualmente, 7% do orçamento municipal é destinado à manutenção da casa legislativa.

"A reunião foi amistosa, boa. Lançamos o projeto de redução de repasse, escutamos a versão dos vereadores e foi muito importante. Ele apresentaram uma proposta de escutar a sociedade em fazer esse projeto de lei. Os vereadores chegaram a uma situação de baixar 1% o duodécimo em quatro anos. Para nós é um passo, já é alguma coisa. Precisamos de iniciativas", avaliou André. A ideia inicial da Aciva era de que o repasse diminuísse em 1,5%. 

Ainda de acordo com André, a intenção da Aciva é de que essa economia nos gastos legislativos, que acontecem atualmente, seja assegurada para o futuro. “Nossa preocupação é que antigamente não se tinha essa economia e hoje tem. Será que as próximas gerações de vereadores vão fazer? Só queremos que isso continue”, atestou.

A reportagem procurou o presidente da Câmara de Araranguá, Daniel Viriato (PP), mas não conseguiu o contato. O vereador Luciano Pires (PSB), que esteve no encontro, limitou-se a dizer que uma proposta poderá ser elaborada pela casa após conversa entre a presidência e os demais vereadores.