Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

A aposta de Carlos Moisés é nas economias

Corte de gastos e busca de financiamentos: os rumos para ampliar investimentos, afirma o governador em visita à Unesc
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 13/09/2019 - 21:32Atualizado em 13/09/2019 - 22:05
Fotos: Maurício Vieira / Secom
Fotos: Maurício Vieira / Secom

A sexta-feira foi de anúncios de investimentos pelo governador Carlos Moisés na região. Começou por Jaguaruna, onde entregou R$ 9 milhões para pavimentar o acesso entre o Centro da cidade e o Aeroporto Regional Sul. Depois, R$ 22,5 milhões para revitalizar a Rodovia Jorge Lacerda e R$ 8 milhões para o Centro de Inovação de Criciúma.

Confira também - Governador anuncia R$ 30,5 milhões de investimentos para Criciúma

Entre as fontes de recursos, Moisés cita o corte de gastos. "A gente já está investindo. Anunciamos R$ 9 milhões para o acesso ao aeroporto de Jaguaruna, mais R$ 22 milhões para a Jorge Lacerda, mais R$ 8 milhões para o Centro de Inovação. Reformulamos o Estado, na forma de comprar, economizando nas compras de todas as áreas, diminuímos 2.054 cargos comissionados e funções gratificadas", apontou.

Nas medidas de economia, o governador enalteceu o enxugamento com as despesas das próprias viagens. "Eu estou voando diferente. Gastávamos R$ 5 milhões para o governador voar em jato próprio, hoje eu voo de carreira, de voo comercial, isso resulta em um gasto máximo de R$ 200 mil por ano, é uma economia considerável. É contando com essas economias que a Fazenda se sente à vontade para anunciar obras e novos rumos", mencionou. Ele lembrou, ainda, a venda da aeronave que servia ao governador, por R$ 3,2 milhões.

A comunidade escolheu

Os investimentos no Centro de Inovação e na Rodovia Jorge Lacerda são, conforme o governador, prioridades escolhidas pela comunidade. "Essas obras foram elencadas pela própria comunidade. Ainda citei aqui que o presidente da ACIC estava presente e que eles elencaram como item número 1 um Centro de Inovação. O segundo item foi a Rodovia Jorge Lacerda. Estamos atendendo um critério técnico, não é uma escolha pessoal do governador, e vamos prosseguir nesses atendimentos", sublinhou. "Já temos um radar de outras obras que a região precisa e tão logo consigamos equilibrar nosso orçamento, a liberação de novos financiamentos, Banco Mundial, BNDES, o Estado está buscando novos empréstimos", complementou. "Está abrindo um horizonte para captar, tanto recursos próprios tanto recursos de financiamentos", emendou.

Confira também - Governador libera recursos para obras de acesso ao aeroporto de Jaguaruna

Moisés expôs a lógica do investimento na infraestrutura das regiões como forma de impulsionar desenvolvimento. "A lógica é investir na infraestrutura regionalizada em obras que impactem a comunidade, o desenvolvimento social e econômico dessa região, são gargalos históricos que nós temos. Esse era um caso, experimentei na prática saindo em direção a Araranguá pela Jorge Lacerda, percebi que era essencial", explicou. "Essas obras vão trazer confiança para o empresário, que terá como escoar a produção. O Estado arrecada mais, e consegue entregar melhor infraestrutura", analisou. 

Na esteira do Centro de Inovação que Criciúma ganhará, Moisés sublinhou com ênfase a pauta. "A gente tem que trabalhar com a inteligência. O governo inova pois retira o ICMS dos softwares, incide só o ICMS. Traz segurança para o novo investidor, de uma startup que queira se instalar aqui. A grande inovação são as pessoas", finalizou.