Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Como os engenheiros coletam dados sobre o carro em uma corrida?

O engenheiro da Stock Car, Tiago Cortez, explica
Thiago
Por Thiago 12/08/2021 - 11:04Atualizado em 12/08/2021 - 11:14

No automobilismo de hoje muito se fala que o piloto tem cada vez menos influência no carro, já que as equipes, com seus engenheiros e vários computadores, tem muitos dados que são de extrema importância para atingir a melhor performance do carro, ajudado, claro, com o braço do piloto.

Esses dados é o que chamamos de telemetria, que são informações recebidas em tempo real através de diversos sensores que captam, além da velocidade bruta, temperatura, pressão, carga mecânica e aerodinâmica, aceleração, deslocamento, e mais diversos outros fatores. Na Formula 1, são centenas de sensores espalhados pelo carro, o que faz com que os membros das equipes saibam praticamente tudo o que está acontecendo dos boxes ou da fábrica, mesmo sem nem estar presentes numa corrida.

Na Stock Car, essa coleta de dados é um pouco diferente. Não existe de fato uma telemetria, que passa os dados em tempo real, por sinais de telefone, internet, etc., mas sim um Sistema de Aquisição de Dados, que são coletados por um cabo USB quando o carro está parado.

O @HoradeAcelerar conversou com o Tiago Cortez, engenheiro da equipe R.Mattheis, que explica tudo como funciona esse sistema. Confira o vídeo abaixo:

4oito

Deixe seu comentário