Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Sobre-viver em um corpo feminino

Ananda Figueiredo
Por Ananda Figueiredo 26/02/2018 - 17:00Atualizado em 26/02/2018 - 17:25

Na última sexta-feira me reuni com 45 mulheres para compartilhar nossas experiências, sucessos e angústias em viver em/com um corpo feminino. Foi forte, foi rico, mas também foi dolorido. Quer saber por quê? Veja esses números:

 

Quando o assunto é “beleza”:

4 a cada 100 mulheres têm diagnóstico de transtorno alimentar no Brasil.

85% dos casos de transtornos de imagem acontecem com mulheres, sobretudo na adolescência.

Brasil é o 2º país que mais faz cirurgia plástica e o 3º país que mais consome cosméticos no mundo.

 

Quando falamos sobre a mulher no trabalho:

52% das mulheres já sofreram assédio sexual no trabalho.

Mulheres recebem 25% a menos do que os homens, nos mesmos postos de trabalho, 35% a menos em cargos de chefia e liderança.

Santa Catarina é o quarto estado no ranking brasileiro da desigualdade salarial entre homens e mulheres.

Mulheres tem carga horária semanal de 5h a mais que os homens.

 

Se formos falar de publicidade:

Mulheres são responsáveis por 80% das decisões de compra, mas 75,7% das marcas dirigem seus comerciais apenas aos homens.

 

E tudo isso resulta em:

1 em cada 3 brasileiros culpa a vítima pelo estupro.

54% dos brasileiros afirmam que conhecem uma mulher vítima de violência conjugal.

56% dos brasileiros afirmam que conhecem um homem agressor.

85% das brasileiras temem violência sexual.

1 mulher apanha a cada 15 segundos no Brasil, o que representa 4 mulheres por minuto.

1 mulher morre a cada 1 hora e meia no Brasil (55% dos feminicídios são cometidos por familiares, 33% por parceiros ou ex parceiros).

Brasil é o 5º país que mais mata mulheres no mundo.

 

Viver em um corpo feminino é viver conforme essas estatísticas. Viver em um corpo feminino é viver com coragem - sejamos corajosas!

Fonte: ONU Mulheres

4oito

Deixe seu comentário