Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Declaração de Carlos Moisés sobre sonegação repercute mal entre entidades e deputados

Altair Magagnin
Por Altair Magagnin 21/11/2019 - 14:24Atualizado em 21/11/2019 - 14:26

O governador Carlos Moisés (PSL) se envolveu em uma nova polêmica, desta vez ao dizer que a sonegação de impostos em Santa Catarina chega a R$ 10 bilhões. O Sindifisco (Sindicato dos Auditores Fiscais da Fazenda) contestou a informação por meio de nota. O assunto repercutiu durante a sessão da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (21).

Para o deputado João Amin (PP), o governador está chamando o catarinense de sonegador e que esse tipo de declaração joga os empreendedores que pagam impostos e geram emprego e renda na vala comum.

O deputado Laércio Schuster (PSB) acrescentou que, conforme o Sindifisco, para chegar a esse nível de sonegação seria preciso quadruplicar a arrecadação do Estado. Schuster sugeriu que o governador verifique melhor os números.

Os deputados João Amin e Laércio Schuster. Foto Bruno Collaço. Montagem: Vinícius Adriano/Agência AL
4oito

Deixe seu comentário