Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!

Voluntárias se reúnem em primeira reunião da Procuradoria da Mulher de Criciúma

Instrumento visa unir mulheres do município em ações para a comunidade

Por Redação Criciúma, SC, 21/05/2023 - 19:53 Atualizado em 21/05/2023 - 20:19
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

A Procuradoria Especial da Mulher da Câmara de Vereadores de Criciúma entrou em ação. Após o período de inscrição, as mulheres interessadas em contribuir com voluntariado se reuniram pela primeira vez e já começaram a planejar ações. A iniciativa foi realizada no gabinete da vereadora Giovana Mondardo.  

Nomeada procuradora especial de Criciúma, a parlamentar de 30 anos destaca a importância deste programa para o município. "Reunimos mulheres de várias profissões e de distintos bairros de Criciúma que compartilharam com a gente um turbilhão de ideias, que vão além da Criciúma dos comerciais de TV. Queremos falar sobre a Criciúma real", pontuou Giovana.

A intenção do grupo é formalizar ações de voluntariado de diferentes modalidades para atender diferentes públicos das comunidades. "Queremos atingir muitas pessoas e seguimos com o grupo aberto para que mais voluntárias se somem a nós, e assim, possamos fazer um grande trabalho", destacou.

Para participar da Procuradoria Especial da Mulher, a interessada poderá enviar uma mensagem via WhatsApp para o (48) 99690-4868, falar com Paola Soccas, ou pelo instagram, mandando uma mensagem direta para o perfil @gimondardo.

Ações para as mulheres

Instituída em 2022 e colocada em prática neste ano, a Procuradoria Especial da Mulher especificada na resolução 3/2022 consiste em ações para proteger os direitos das mulheres, principalmente contra a violência e a discriminação.

Ainda é função da procuradoria: receber, examinar e encaminhar aos órgãos competentes denúncias de violência e discriminação contra a mulher; fiscalizar e acompanhar a execução de programas dos governos: federal, estadual e municipal, que visem à promoção da igualdade de gênero, assim como a implementação de campanhas educativas e antidiscriminatórias;

Outras ações como cooperar com organismos nacionais e internacionais, públicos e privados, voltados à implementação de políticas para as mulheres e promover pesquisas, estudos e debates sobre violência e discriminação contra a mulher, bem como acerca de seu déficit de representação das áreas política, social e mercado de trabalho também fazem parte do programa.
 

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito