Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Villa Torres fecha as portas

Restaurante, no Centro de Criciúma, deixa de operar depois de 12 anos
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 24/06/2019 - 08:12Atualizado em 24/06/2019 - 08:16
Divulgação
Divulgação

Por um comunicado nas redes sociais, o empresário José Luiz Torres anunciou o fim das operações do Restaurante Villa Torres, que se localizava na esquina da Rua Desembargador Pedro Silva com a Rua Afonso Celso, no Centro de Criciúma.

O Villa Torres era herdeiro de uma tradição de dez anos da Água Doce Cachaçaria, que em 2017 deu lugar à bandeira própria da família, que manteve boa parte da base do cardápio, baseado em comida brasileira, mas flexibilizou o menu, passando a oferecer massas e outros itens.

Abaixo, o comunicado:

Caros amigos e clientes,
 

Anunciamos que na data de hoje encerramos nossas atividades de Villa Torres.

Após 12 anos nos dedicando para levar o melhor sabor da comida brasileira na sua mesa, fechamos esse ciclo.

Agradecemos a cidade de Criciúma que nos acolheu com muito carinho quando chegamos de São Paulo, e decidimos abrir um novo empreendimento na cidade para trazer mais alegria a noite criciumense.

Não podemos deixar de lembrar que a história começou com a franquia Água Doce Cachaçaria, a qual temos uma gratidão enorme, pois foi com essa família que aprendemos e crescemos como restaurante.

Aos nossos funcionários e ex-funcionários, não podemos deixar de dizer que se somos tudo isso até hoje, foi porque cada um de vocês nos fortaleceram e nos ajudaram a crescer cada dia mais.

Mais uma vez agradecemos a todos nossos amigos, clientes, fornecedores, equipe e família. Levaremos cada abraço, sorriso, história e carinho que vocês tiveram com a gente.

Seguiremos nossa caminhada com aquele sorriso que foi nossa marca registrada durante esses anos. Sintam-se todos abraçados carinhosamente por essa família que tem muita GRATIDÃO por cada um de vocês.

Sem despedidas, pois não deixaremos essa cidade querida, ainda podemos nos encontrar pelas ruas a qualquer momento.

 

Abraços
Família Torres