Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Vereadores de Nova Veneza elaboram Plano Diretor com participação popular

Documento busca impulsionar o desenvolvimento da cidade
Giovana Bordignon e Stefanie Machado Nova Veneza, SC, 12/05/2022 - 16:03 Atualizado em 12/05/2022 - 16:30
Foto: Divulgação/ 4oito
Foto: Divulgação/ 4oito

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

A Câmara de Nova Veneza deu início à discussão sobre a atualização do Plano Diretor, realizado a cada dez anos, para definir as bases para o desenvolvimento do município. Em entrevista ao programa Adelor Lessa desta quinta-feira (12), o presidente da Casa Legislativa, Evandro Gava (PP), enfatizou a importância da participação popular durante esse processo.

Os vereadores pretendem realizar uma série de reuniões abertas para falar sobre o tema. O objetivo é antecipar e instigar discussões importantes, promovendo junto com a sociedade a evolução da construção do projeto. “Chegou o momento de nós discutirmos com a sociedade essa reestruturação, esse reencaminhamento das necessidades e do planejamento da cidade”, explicou Gava.

Participação pública

O Plano Diretor de Nova Veneza foi concebido em 2004. Por força de lei, de dez em dez anos, é preciso corrigir as distorções do crescimento e desenvolvimento da cidade. “Então, foram feitas audiências durante o ano passado e agora nós começamos a trabalhar internamente na Câmara”, contou.

Na semana passada, os vereadores se reuniram para falar da importância de no Plano Diretor neste semestre. Nesse sentido, uma comissão está sendo montada, em que cada partido indicará um parlamentar. “É o futuro da cidade baseado no momento”, frisou o presidente.

“Se está no plano diretor, por exemplo, um desenvolvimento para a área turística, onde terão os equipamentos, onde serão planejadas as ações, não fica o sabor do prefeito decidir o que quer”, explicou Gava. “Tem que seguir um plano que foi decidido pela sociedade organizada”, completou.

Próximos passos

A ideia é iniciar as reuniões com a participação da comunidade a partir de julho, após as festividades de aniversário do município. Uma das principais preocupações dos parlamentares é a garantia da participação popular na elaboração das propostas. “Como foi feito antes no período da pandemia, a comunidade não participou muito dessas audiências”, comentou Gava.

“Ouvindo a comunidade e buscando as retificações das distorções que foram criadas para que a gente possa realmente entregar à sociedade, que é quem vai dar o ‘ok’ de tudo que está acontecendo”, disse. Ainda segundo o presidente da Casa Legislativa, a expectativa é de que todo o encaminhamento necessário seja iniciado três meses após o envio do diagnóstico elaborado pelo Consórcio Interfederativo Santa Catarina (CINCATARINA), empresa contratada.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito