Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

“Vai ter Paulo Bauer outra vez, não tenham dúvidas”

Senador e pré-candidato ao Governo de SC esteve hoje no Programa Adelor Lessa
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 15/06/2018 - 09:59Atualizado em 15/06/2018 - 10:14
(foto: Clara Floriano)
(foto: Clara Floriano)

O senador Paulo Bauer é pré-candidato ao Governo do Estado de Santa Catarina pelo PSDB. Ele esteve nesta quinta-feira no evento que marcou a posse do novo diretório do partido em Criciúma. E hoje participou do programa Adelor Lessa falando sobre sua campanha, possíveis coligações, dentre outros assuntos envolvendo as Eleições 2018 ao Governo do Estado.

“Todos os partido, praticamente, tem seus pré-candidatos a governador e o PSDB apresentou meu nome para disputar as eleições. Por isso, tenho dito sempre: vai ter Paulo Bauer outra vez, não tenham dúvidas. Eu já fui candidato a vice-governador, a senador, na última eleição fui candidato a governador, não tivemos o segundo turno porque faltou 1% de votos, mas tenho convicção que desta vez o PSDB está unido e muito fortalecido em Santa Catarina”, afirmou.

Segundo Bauer, o PSDB está mais forte no Estado que em 2014, isso porque naquele ano o partido tinha apenas um prefeito entre as 25 maiores cidades do estado, onde vivem 60% dos eleitores. Hoje são seis: Concórdia, Joaçaba, Caçador, Rio do Sul, Indaial, Blumenau (até dois meses atrás, antes de Napoleão Bernardes renunciar para disputar um cargo no Senado) e Criciúma. Além disso, o PSDB tem quatro deputados estaduais: Vicente Caropreso, Leonel Pavan, Marcos Vieira e Dóia Guglielmi. E os federais: Marco Tebaldi e Geovânia de Sá. Além de Dalírio Beber e o próprio Bauer no Senado.

“Eu diria que o PSDB cresceu muito, se tornou forte, se tornou expressivo politicamente e, por isso, o partido tem toda a condição, legítima, de apresentar uma pré-candidatura. E digo mais: Nós já ajudamos o PP a vencer uma eleição, em 98, ajudamos o PMDB a vencer duas, a de 2002 e 2006, já ajudamos o PSD a vencer a eleição de 2010. Portanto, nossa cota de ajudar os outros já foi cumprida, Agora nós vamos apresentar a nossa proposta, o nosso jeito e vamos tentar buscar os aliados”, esclareceu.