Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Uma Série B com três catarinenses e sem o Tigre

Quarto clube que mais disputou a Segunda Divisão nacional na história, Criciúma está fora da edição 2020
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 07/08/2020 - 16:45Atualizado em 07/08/2020 - 16:47
Cruzeiro e Chapecoense caíram juntos da Série A em 2019. São dois dos candidatos na B 2020 / Divulgação
Cruzeiro e Chapecoense caíram juntos da Série A em 2019. São dois dos candidatos na B 2020 / Divulgação

Começa na noite desta sexta-feira, 7, com dois jogos, a edição 2020 da Série B do Campeonato Brasileiro. Com um desfalque: Santa Catarina tem três representantes, mas o Criciúma não é um deles. Avaí e Chapecoense, rebaixados da Série A do ano passado, e o Figueirense, que conseguiu a duras penas se manter, vão representar Santa Catarina, enquanto o Tigre fará dupla ao Brusque pelo futebol barriga-verde na Terceira Divisão, cujo início será neste sábado, 8.

O Criciúma é o quarto clube que mais vezes disputou a Série B na história: 24 vezes. Só perde para o Ceará e CRB, com 30, e América (MG), com 26 participações. Desses três, o Ceará está na elite. Ao lado do Tigre, com 24 campanhas na Segunda Divisão, aparecem América (RN) e o Londrina, que será o adversário do Criciúma na próxima segunda-feira, 10, na rodada inaugural da Série C deste ano.

Série B
Os que mais participaram na história
Ceará e CRB - 30 vezes
América-MG - 26
América-RN, Criciúma e Londrina - 24
Avaí e Vila Nova - 22
ABC, Náutico e Remo - 21
Americano, Joinville e Santa Cruz - 20
Ponte Preta - 19
Central, Fortaleza e Paysandu - 18
Sampaio Corrêa - 17
Botafogo-SP - 16 vezes

Depois de disputar a Série A pela última vez nas temporadas de 2013 e 2014, o Criciúma vinha jogando a Série B ininterruptamente desde 2015. Ou seja, foram cinco anos consecutivos, até o rebaixamento de 2019. As demais participações do Tigre na Segunda Divisão foram nas temporadas de 1980 a 83, 86, 89 a 92, 98 a 2002, 2005, 2007, 2008, 2011 e 2012. As melhores campanhas foram o título de 2002, o vice campeonato de 2012 e o terceiro lugar de 1992. O Criciúma tem na sua conta histórica quatro acessos da B para a A e três rebaixamentos da B para a C.

O Criciúma campeão da Série B em 2002

A edição 2020

A grande estrela da Série B nesta temporada é o Cruzeiro. O clube de Belo Horizonte, um dos poucos da elite que nunca havia sido rebaixado, acabou caindo ao terminar o Brasileirão do ano passado em décimo sétimo lugar com 36 pontos, três atrás do Ceará, o primeiro que escapou. Com o Cruzeiro caíram CSA e Chapecoense, com 32, e o Avaí, último colocado com 20 pontos. Além do Cruzeiro, o futebol de Minas Gerais conta com o América.

O estado mais representado é São Paulo, com quatro equipes: Ponte Preta e Guarani farão clássico de Campinas. No ano passado, também na B, a Ponte foi décima primeira, e o Guarani décimo terceiro colocado. Ainda de São Paulo estão na disputa outros dois remanescentes da Série B do ano passado, o Botafogo de Ribeirão Preto e o Oeste, que por boa parte da disputa, até a rodada final, lutou contra o rebaixamento à C. Escapou com 41 pontos, dois a mais que os quatro rebaixados.

Série B
Os campeões

Coritiba, Goiás, América-MG, Paysandu, Palmeiras e Bragantino - 2 títulos
Sport, Guarani, Fortaleza, Athletico Paranaense, Criciúma, Botafogo, Vasco, Portuguesa, Joinville, Londrina, Atlético-GO, Paraná, Vila Nova, Sampaio Corrêa, Campo Grande-RJ, Juventus, Uberlândia, Tuna Luso, Inter de Limeira, Juventude, União São João, Gama, Brasiliense, Grêmio, Atlético-MG e Corinthians - 1 título

Depois de Santa Catarina, com três, e de Minas Gerais, com dois, também contam com dois clubes na Série B desta temporada os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Alagoas.

Os gaúchos são o Brasil de Pelotas, que permaneceu na B com o décimo quarto lugar do ano passado, e o Juventude, que subiu da Série C em terceiro lugar. Os paranaenses são o Paraná, sexto, e o Operário, décimo da Série B passada. De Alagoas, o CSA, que veio da Série A, e o CRB, que permaneceu na B com o sétimo lugar conquistado em 2019.

Cinco estados contam com um clube cada: Mato Grosso (Cuiabá, oitavo da B de 2019), Bahia (com o Vitória, décimo segundo na B do ano passado), Pernambuco (com o Náutico, campeão da C), Maranhão (do vice da C 2019, Sampaio Corrêa) e Sergipe (com o Confiança, que subiu em quarto na Série C).

Red Bull Bragantino ganhou a Série B no ano passado

A primeira rodada

Cuiabá e Brasil de Pelotas abrem a Série B 2020 às 19h15min desta sexta, 7, na Arena Pantanal, em Cuiabá. Ainda nesta sexta tem Confiança x Paraná às 21h30min em Aracaju. 

Serão sete partidas neste sábado, 8: Juventude x CRB (11h, em Caxias do Sul), Operário x Figueirense (16h, em Ponta Grossa), Cruzeiro x Botafogo-SP (19h, em Belo Horizonte), Avaí x Náutico (19h, na Ressacada), Vitória x Sampaio Corrêa (19h, em Salvador), CSA x Guarani (21h, em Maceió) e Ponte Preta x América-MG (21h, em São Paulo). A rodada termina no domingo, 9, às 11h, com Oeste x Chapecoense em Barueri.

A fórmula

Nada mudou na fórmula de disputa da Série B, a mesma desde 2006. Os vinte clubes jogam entre si em turno e returno, os quatro melhores sobem para a Série A e os quatro últimos caem para a Série C.