Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Um plano B para o Centro de Inovações

Enquanto começa o Congresso de Cidades Digitais, nada de obras na unidade
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 21/03/2019 - 09:48
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Começa hoje a 4ª edição do Congresso Catarinense de Cidades Digitais, que segue até sexta-feira (22). O evento é sediado na Associação Empresarial de Criciúma (Acic). Participarão representantes da Bahia, Rio Grande do Norte, Pará e Minas Gerais. Enquanto isso, não iniciaram as obras do Centro de Inovações, conforme destacou o presidente do comitê de implantação da unidade, Mário Gaidzinski.

“O grande objetivo dele é catalisar todas as instituições de ensinos. Vai ser a cocriação da inovação buscando o bem comum. Tu sai do local do teu dia a dia e vai para um local neutro ter acesso a novas tecnologias e acesso a pesquisas que podem ser colocadas na prática. Eu digo que a pesquisa só é inovação quando sai a primeira nota fiscal”, comentou.

Conforme Gaidzinski, é preciso plantar uma semente agora para colher lá na frente. Citou que o Governo do Estado estuda a instalação dos hardwares, embora o prédio ainda nem tenha começado a sair do papel. O terreno está em nome do governo. O presidente do comitê lembrou ainda que no último ano R$ 5 milhões haviam sido prometidos.

“A gente sempre tem um plano B na manga. Se o Governo nos der uma resposta negativa, vamos fazer buscando de capital privado ou em Brasília. Nós precisamos de uma posição definitiva. A partir disso vamos começar a trabalhar o plano B que já temos na manga”, afirmou.

Confira a entrevista na íntegra: