Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Trabalhador: sonhos coletivos e pessoais construídos em parceria

Dia do Trabalhador Unesc - Forma de encarar a jornada diária e os propósitos encontrados no ofício são fundamentais para a realização pessoal de colaboradores da Universidade
Por Redação Criciúma, SC, 01/05/2022 - 09:11
Foto: Agecom/Unesc
Foto: Agecom/Unesc

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

A cada dia uma nova oportunidade de fazer a diferença. Para quem ama o que faz o trabalho pode ser um grande portal de transformações. A motivação para pular da cama e iniciar a rotina laboral a cada manhã, seja em casa, em uma fábrica, em um escritório, ao ar livre ou em qualquer outro espaço, as horas de serviço significam grande parte do tempo despendido na semana, no mês e até ao longo de toda a vida. 

Especialistas apontam que os resultados e a dedicação empenhada na atuação profissional estão intimamente ligados ao encontro de propósitos de vida no ambiente de trabalho aliados aos objetivos de sustento. O mundo do trabalho, conforme o Professor Thiago Francisco, do curso de administração da Unesc, passa por transformações e a conexão entre valores, objetivos, humanização e propósitos se mostra não só como tendência, mas como necessidade para o futuro das organizações e, logo, dos profissionais.

Trabalhar com o sentimento de propósito e realização. Esse é exatamente o exemplo do colaborador da Unesc Edenilson Ghislandi. O pai de família, que fala com orgulho dos três filhos homens, dois deles acadêmicos da Universidade, é daqueles modelos que mostra brilho nos olhos ao falar sobre a jornada. Disposto a colaborar, convicto do propósito da Instituição à qual se dedica e dos frutos conquistados por meio dessa oportunidade, ele inspira pela forma leve com que lida com a rotina de trabalho.

Neste mês de maio no qual comemora, deste dia 2 de maio, as duas décadas desde que chegou na Universidade para ajudar no setor de audiovisual, comemora também os 29 anos de casado e os 54 anos de idade. "São datas significativas que fazem parte da minha vida. Lá atrás não imaginava que estaria aqui ainda hoje e que seria algo tão cheio de propósito. Cheguei achando que só professores atuavam na Universidade e fui indicado por um amigo para ajudar na instalação de retroprojetores. Tínhamos alguns aparelhos e apenas quatro datashows. Imagina tudo o que mudou de lá para cá e tive a oportunidade de acompanhar de perto", destaca, orgulhoso pela caminhada.

Atualmente o profissional trabalha como motorista. Leva gestores, professores e alunos em ocasiões especiais e tem a confiança digna de um grande aliado. "Pessoas como o seu Edenilson nos representam muito e demonstram o amor à Universidade. Costumamos dizer que a Unesc quer fazer parte dos projetos de felicidade e de vida de cada um dos que aqui estão na luta diária conosco. Temos desafios imensos todos os dias que só são superados graças à garra e dedicação de cada um que, do seu espaço, dá o seu melhor", aponta a reitora Luciane Bisognin Ceretta.

O entusiasmo diário do corpo de colaboradores que constitui a Universidade, conforme a reitora, é digna de reconhecimento e, nesta data, ainda mais agradecimentos. "Temos a convicção de que contamos com os melhores profissionais ao nosso lado. Se não fosse dessa forma não teríamos conseguido superar tantos desafios, especialmente os últimos impostos pela pandemia, algo em nível jamais visto em nenhuma organização e que foi o motivo de uma virada impressionante de chave em todos os nossos processos", acrescenta.

Para celebrar a altura da data e da dedicação incansável de seus colaboradores, a reitoria da Universidade convidou toda a equipe para um almoço especial de confraternização neste domingo (1º/5) na AM Master Hall. "Será um reencontro emocionante dos encontros presenciais tão cheios de significado e que são marcas registradas da Unesc. Fazemos questão de parar por este momento e olhar nos olhos de cada um para apenas agradecer", completa Luciane.

Aprender todos os dias

A confiança recebida por estar lado a lado com grandes profissionais diariamente e auxiliá-los, conforme "seu Edenilson", como é chamado com respeito, é revertida em gratidão e muita dedicação à função. "Eu gosto é de estar sendo útil para a Universidade e sinto que aqui tenho a oportunidade de aprender todos os dias. Seja levando professores mestres e doutores, gestores, visitantes ou alunos, tenho a chance de fazer amigos e levar aprendizados para a vida toda. Além disso, levo o sentimento de valorização da organização que me proporcionou a oportunidade de contribuir com o sustento da minha família e formar meus filhos, sendo dois deles aqui mesmo", destaca o colaborador, que já tem um filho formado em Design Gráfico e outros dois que já se encaminham para as fases finais das graduações em Educação Física e Medicina na Unesc.

É nas salas de aula e prédios que o motorista viu serem construídas no campus que os filhos acumulam conhecimento para mergulhar nas profissões que sonharam. "Diante disso tudo e de tudo o que vemos aqui e lá fora por onde passamos, não tenho dúvidas de que a Unesc é muito diferenciada e o melhor lugar para estarmos. Acordo com vontade de vir para cá e ajudar o máximo possível, na função e no horário que for necessário, para fazer a minha parte na construção desse universo todo", pontua, orgulhoso.

Ana Maria Florentino espalha sorrisos pelo campus da Unesc e, ao mesmo tempo, dá seu melhor nas tarefas do dia a dia na contribuição da rotina de trabalho dos colegas do setor de Apoio Logístico. Ela também fala com orgulho das três filhas mulheres, todas com histórias intimamente ligadas à Universidade também, como não poderia deixar de ser.

Também "criadas" com presença constante no campus e da mesma faixa etária dos "meninos" de Edenilson, João Luiz, Paulo Henrique e Marco Antônio, as "meninas" de Ana Maria, chamadas Adriane, já formada na Unesc, Ana Cláudia e Ana Caroline, gêmeas, acadêmicas dos cursos de Biomedicina e Fisioterapia na Instituição, também levam no peito o símbolo da empresa que colabora com o sustento da família e oportuniza experiências como a do estudo. "Isso é motivo de muito orgulho para mim. Graças ao meu trabalho aqui há 17 anos eu pude oportunizar o estudo para elas. Trabalho com amor porque sei o valor de tudo o que o emprego me proporciona e o que a Instituição proporciona à comunidade", aponta, feliz ao lado de Ana Cláudia, grávida do primeiro netinho para a vó Ana.

Propósitos reais para reter talentos 

A qualificação, a competência e, principalmente, o comprometimento são palavras de ordem para os profissionais que buscam espaço no presente e no futuro. Se a busca por conhecimento e atualização nas áreas do conhecimento é fundamental para a conquista de bons espaços no mercado de trabalho, conforme o professor Thiago Francisco; Professor do Curso de Administração, Pesquisador e Coordenador do Setor de Avaliação Institucional da UNESC; o comprometimento com a causa será ainda mais valioso daqui para frente. "Serão mais requisitados aqueles que realmente se comprometem na proposta da empresa, não sendo suficiente ou mais relevante um currículo extenso em detrimento a um perfil de colaborador que não se conecta com os objetivos da organização", comenta.

De parte das organizações, conforme o Professor Thiago, o desafio será ter metas claras, amplamente comunicadas, aliadas a ambientes humanizados e boas condições para que o colaborador exerça sua função. "Empresas que engajam verdadeiramente suas equipes com o que chamamos de Propósito Massivo Transformador estão inclinadas a atraírem e reterem talentos, pessoas qualificadas e decididas a dar o seu melhor diante de uma cultura organizacional com a qual se sentem atraídos e acolhidos", explica ainda, acrescentando a inclinação a processos inovativos e a diminuição de hierarquias como algumas das características a serem buscadas.

Pesquisador em gestão universitária, o Professor enxerga ainda um paralelo entre as instituições de ensino superior e as empresas de diferentes segmentos para o ano de 2050, com base em um Daqui a 30 anos, as instituições de ensino superior consolidarão suas relações com o ecossistema produtivo e social a partir de projetos que sejam comprometidos com a qualidade de vida, com a inclusão e com a diversidade, algo que já é assunto nos dias atuais, mas estará ainda mais em destaque como imprescindível em todas as instancias que geram desenvolvimento para uma sociedade", completa ainda.

Diante disso, o Professor salienta que as organizações passarão a atentar mais para a qualidade de vida de seus funcionários, o que já ocorria com o advento da Pandemia do COVID-19.  "Especialmente neste período pós-pandemia as pessoas estão mais dispostas a se encontrarem em algo com significados em suas vidas e as empresas entenderam isso. Na Unesc  vivemos isso com muita potência, em um território plural, em uma instituição cuja  missão aponta para contribuição com o desenvolvimento e a qualidade de vida da região. É um grande exemplo para empresas de diversos segmentos. O paradigma do trabalho agora é diferente:  além de uma fonte de renda, é também um movimento de desenvolvimento pessoal de todos os envolvidos", assegura.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito