Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Tigre reclama da arbitragem em Ponta Grossa

Para Roberto Cavalo, foi mais um jogo em que o Criciúma acabou prejudicado pela arbitragem
Denis Luciano
Por Denis Luciano Ponta Grossa, PR, 05/11/2019 - 22:49Atualizado em 05/11/2019 - 22:54
Foto: Jota Éder / Timaço / Rádio Som Maior
Foto: Jota Éder / Timaço / Rádio Som Maior

O Criciúma perdeu de novo. Com o 1 a 0 para o Operário em Ponta Grossa, o Tigre deu mais um passo rumo ao rebaixamento à Série C do Brasileiro. Mas para o técnico Roberto Cavalo o Tigre merecia melhor sorte na partida no estádio Germano Krüger. "Não merecia. Foi um jogo bastante equilibrado. O Operário no começo nos pressionou mais, estávamos preparados. Depois dos 20 minutos equilibramos, foi um jogo sem grandes chances de gol", avaliou. "No primeiro tempo tivemos aquela bola cabeceada na trave pelo Léo Gamalho. No segundo tempo melhoramos muito", lembrou.

Cavalo reclamou da arbitragem. "Todo jogo estamos tendo problema de arbitragem. Um pênalti, um impedimento, isso deixa todos nós nervosos, na situação que estamos na tabela. É todo lance decisivo contra o Criciúma, nos preocupa muito. Não é um desabafo mas sim uma realidade. O Criciúma tem sofrido com arbitragem mas não é de hoje", avaliou.

A forma como o Tigre tomou o gol, aos 47 minutos do segundo tempo, também foi criticada. "Tomamos gol da maneira que tomamos, erramos na marcação do Eduardo, ele tinha que matar a jogada, da maneira que aconteceu ficamos preocupados, está cada vez mais difícil sair dessa situação", assinalou. "O Operário tem muita dinâmica. E nós estávamos sem posse de bola", emendou.

Dificuldades à vista para a próxima rodada, quando o Criciúma visita o Sport. "Vamos ter muita dificuldade lá no jogo contra o Sport, mas temos que recuperar alguns jogadores, já perdemos o Marlon pelo terceiro amarelo", assinalou. "Nesse momento até eu estou muito desmotivado. Até eu tenho que me motivar. O grupo teve uma cobrança forte, é o que precisa. Está afunilando, cinco jogos, não precisa ganhar os cinco, agora é encarar o Sport. Não podemos pensar diferente. Uma vitória contra o Sport, muitos não acreditam, daí decide com nós contra o Londrina em casa", completou.