Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Sargento Lima sobre retirada de honraria a Lula: "não é pontual contra o ex-presidente"

Autor do projeto que revogaria o título de Cidadão Honorário de Santa Catarina de Lula, Sargento Lima (PSL) diz que medida serviria de exemplo aos políticos
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Florianópolis - SC, 19/02/2020 - 18:30Atualizado em 19/02/2020 - 19:29
Foto: Arquivo / Divulgação
Foto: Arquivo / Divulgação

Autor do projeto para alterar as determinações de honraria da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), que retiraria o título de Cidadão Honorário de Santa Catarina concedido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o deputado estadual Sargento Lima (PSL) disse que a proposta não é pontual contra Lula.

O projeto de Sargento Lima seria votado nesta quarta-feira na Alesc, mas uma movimentação de deputados petistas impediu a sessão. O deputado Fabiano da Luz (PT) ingressou com uma emenda, forçando o envio da matéria para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Sargento Lima concedeu entrevista ao Programa Ponto Final, da Rádio Som Maior, nesta quarta-feira e falou sobre o projeto. "A revogação desse título não é pontual em relação ao presidente Lula, mas também se estende a qualquer um que não reúna as qualidades que estão na lei para receber a honraria. Vamos corrigir injustiças. Ela teve votação com apenas um voto contrário na CCJ".

De acordo com o deputado, essa medida faria os políticos refletirem sobre as próprias ações. "Você concede essa honraria a uma pessoa que tem pela frente 17 anos de prisão, poderíamos conceder a qualquer outro criminoso. Não é algo pontual, é para valorizar a honraria de Santa Catarina. Abre uma oportunidade das pessoas repensarem melhor o que fazem da vida delas. Alguns desses delitos não foram construídos em 2018. O futuro do profissional da política depende das ações do dia de hoje. Serve de exemplo para todos nós", concluiu.