Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Salvaro reforça uso obrigatório de máscaras após decreto

Novo decreto também modifica horário de funcionamento de restaurantes
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC , 29/06/2020 - 18:07Atualizado em 29/06/2020 - 18:16
Reprodução
Reprodução

Na semana passada a Prefeitura de Criciúma lançou um novo decreto de medidas restritivas para combate ao novo coronavírus no município. Uma das medidas mais discutidas pela população, já aderida em diversas outras cidades da região, é a obrigatoriedade do uso de máscaras em espaços públicos e privados - passível de multa e reforçada pelo prefeito Clésio Salvaro em vídeo. 

"Não importa o valor da multa, ela não é para você pagar, mas é claro que você precisa usar essa máscara que protege você e protege o próximo. Saúde pública é compromisso de todos", declarou o prefeito em um vídeo postado em suas redes sociais.

O último decreto estabelece uma multa com o valor mínimo de R$ 1.971,70 para aqueles que se recusarem a utilizar a máscara em locais públicos e privados acessíveis ao público. Além disso, o decreto estabelece também que pessoas com 60 anos ou mais só podem se deslocar para o trabalho, atendimento de saúde e aquisição de produtos alimentícios e de saúde.

Em outro vídeo, também publicado em suas redes sociais, Salvaro afirma que é possível fazer com que a economia continue girando no município sem a perda de empregos. "É possível a economia continuar girando sem perder empregos e rendas. O decreto, há algumas pessoas que estão reclamando, que estão sofrendo por ele. Olha, não é por falta de aviso, todos ajudaram a construir esse decreto e todos nós, juntos, vamos vencer essa pandemia", disse.

Além das medidas já citadas, outras restrições foram adicionadas no novo decreto municipal, como a proibição do consumo de bebidas alcóolicas em conveniências e postos de combustíveis, assim com a aglomeração de pessas nas dependências e arredores, sendo passível de multas tanto para os estabelecimentos quanto para os populares. 

Os restaurantes, por exemplo, só poderão funcionar presencialmente até as 22h, com limite de quatro pessoas por mesa e possibilidade de delivery após o horário citado. Parques e praças funcionarão das 6h às 21h, abertos somente para caminhadas e ciclismo. Playground, academias ao ar livre e quadras poliesportivas estão restritas.