Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

R$ 50 de pedágios entre Florianópolis e Porto Alegre

Leilão do trecho sul da BR-101, nesta sexta, confirmou valores de R$ 1,97 para as praças a serem instaladas em Santa Catarina
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 21/02/2020 - 17:10Atualizado em 21/02/2020 - 17:11
Praça de pedágio de Três Cachoeiras, no norte gaúcho, é da CCR e começou a operar no último dia 9 / Divulgação
Praça de pedágio de Três Cachoeiras, no norte gaúcho, é da CCR e começou a operar no último dia 9 / Divulgação

Uma viagem de ida e volta entre Florianópolis e Porto Alegre vai custar quase R$ 50 em pedágios. Serão exatos R$ 47,56 de desembolso para os condutores, levando-se em conta que serão vencidas sete praças de pedágio em um sentido, e oito no sentido oposto. Esse montante entrará em vigor no primeiro trimestre de 2021, quando deverão entrar em operação as quatro novas praças de pedágio, do trecho sul da BR-101 em Santa Catarina, que foi a leilão nesta sexta-feira, 21. A CCR, empresa que vai administrar o trecho de 220 quilômetros, ofereceu um lance de R$ 1,97 pela tarifa, mais o investimento proposto em edital de R$ 7 bilhões, para cuidar da extensão da rodovia pelos próximos 30 anos.

"Temos um ano a partir da assinatura do contrato para montar as praças e começar a cobrar o pedágio", confirma o diretor da CCR, Eduardo Camargo.

Em azul, ao norte, os pedágios que já operam, em Paulo Lopes e Três Cachoeiras.
Em laranja, os locais das novas praças que a CCR instalará em Santa Catarina
Arte: Arthur Lessa / 4oito

Confira também - CCR é a concessionária da BR-101 Sul. Pedágio custará R$ 1,97

Para quem sai de Florianópolis, o primeiro pedágio está em Paulo Lopes, já instalado e operado pela Autopista Litoral Sul, que custa R$ 2,70 para automóveis de passeio. Em seguida virão o do quilômetro 298, entre Imbituba e Laguna; o do quilômetro 346, entre Tubarão e Treze de Maio; o do quiômetro 408, entre Maracajá e Araranguá; e o do quilômetro 460, entre São João do Sul e Passo de Torres. Cada um desses custará R$ 1,97 pelo preço anunciado nesta sexta. Quando entrar em vigor, porém, o valor será um pouco maior. "É que fazemos o arredondamento, há a atualização do IPCA também", comenta Camargo. "E o acordo é que os pedágios sejam sempre com tarifas múltiplas de 10 centavos, e terminando em zero", completa. Logo, os novos pedágios catarinenses custarão R$ 2 ou até R$ 2,10 a partir da abertura efetiva das praças.

Confira também - Pedágio de R$ 1,97 será arredondado para cima, adianta CCR

Ingressando no Rio Grande do Sul, para quem segue viagem no sentido Florianópolis - Porto Alegre, são mais dois pedágios, ambos já administrados pela CCR também, por intermédio da Via Sul. Em Três Cachoeiras, a praça mais nova, que começou a operar no último dia 9, cobra R$ 4,40, ainda na BR-101. Mais adiante, já na BR-290, a Autoestrada Porto Alegre - Osório, há o pedágio de Gravataí, com tarifa também de R$ 4,40.

Pedágios - Florianópolis a Porto Alegre

Paulo Lopes - R$ 2,70

Laguna - R$ 1,97

Tubarão - R$ 1,97

Araranguá - R$ 1,97

São João do Sul - R$ 1,97

Três Cachoeiras (RS) - R$ 4,40

Gravataí (RS) - R$ 4,40

Para fazer a viagem de volta, da capital gaúcha para a catarinense, o trecho começa por Gravataí (R$ 4,40), passa por Santo Antônio da Patrulha (o pedágio mais caro, R$ 8,80, que é cobrado somente nesse sentido), e os demais de Três Cachoeiras (R$ 4,40), São João do Sul (R$ 1,97), Araranguá (R$ 1,97), Tubarão (R$ 1,97), Laguna (R$ 1,97) e Paulo Lopes (R$ 2,70).

Pedágios - Porto Alegre a Florianópolis

Gravataí (RS) - R$ 4,40

Santo Antônio da Patrulha (RS) - R$ 8,80

Três Cachoeiras (RS) - R$ 4,40

São João do Sul - R$ 1,97

Araranguá - R$ 1,97

Tubarão - R$ 1,97

Laguna - R$ 1,97

Paulo Lopes - R$ 2,70

Ainda não há uma data exata para o início das obras na BR-101 Sul, mas as perspectivas são animadoras. "Temos garantias contratuais para que não ocorram atrasos e que todo o investimento comece com celeridade. Será muito bom para Santa Catarina", comemorou o ministro dos Transportes, Tarcísio Gomes de Freitas, depois do leilão desta sexta-feira, em São Paulo. "É compromisso da CCR que, em um ano, essa importante região contará com uma rodovia de alto padrão, de primeiro mundo. Assim que o contrato for assinado, começamos obras de adaptação do trecho, do asfalto, do entorno, e depois faremos os 100km de terceira pista, os 70km de vias marginais e todos os demais compromissos pactuados", acentuou o diretor da CCR.