Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

“Queremos mobilizar o pessoal lá de cima e chamar a sociedade para a causa”

Colegiado da Amrec participa do Dia “D” de Mobilização contra os cortes orçamentais da assistência social
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 28/09/2017 - 14:46Atualizado em 28/09/2017 - 14:51
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

Os sistemas do Governo Federal, voltados ao assistencialismo para as famílias, contam com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), disponíveis em diversos municípios.

Para 2018, está previsto um corte no orçamento. A Proposta Orçamentaria da Assistência Social havia sido aprovada em R$ 59 bilhões. Porém, o Ministério do Planejamento estabeleceu limite de R$ 900 milhões para o Fundo Nacional de Assistência Social. Para completar, a proposta final foi de apenas R$ 78 milhões.

“O Bolsa Família caíra 11,8%, serão 1,5 milhões de famílias atingidas. Somente em Içara são 1.200 beneficiados. 98,5% dos serviços serão atingidos, havendo a possibilidade de fechar agrupamentos”, explicou a presidente do Colegiado Regional de Gestores Municipais de Assistência Social da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), Jaqueline dos Santos.

O Colegiado de Assistência Social Amrec emitiu um manifesto em defesa ao Sistema Único de Assistência Social (Suas). Nesta quinta-feira (28) está sendo realizado o Dia “D” de Mobilização.

“A Amrec decidiu enviar manifesto aos meios de comunicação e a Câmara de Vereadores. Todos os municípios da região seguirão a mesma linha. Não serão realizadas passeatas, mas caso os cortes não sejam revistos, novas providencias devem ser tomadas”, afirmou Jaqueline.