Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

“Que as manifestações sejam feitas, mas que não prejudiquem a população”, diz o presidente da Aciva

Mobilização iniciou no feriado de 7 de setembro e segue acontecendo na região
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Araranguá, SC, 08/09/2021 - 18:47Atualizado em 08/09/2021 - 18:48
Foto: Gregório Silveira/4oito
Foto: Gregório Silveira/4oito

O presidente da Associação Empresarial de Vale do Araranguá (Aciva), Beto Sasso, emitiu a sua opinião sobre as manifestações que iniciaram no feriado de 7 de Setembro.

Para ele, as mobilizações não podem prejudicar a população. “Isso tudo, infelizmente, vai se refletir no preço dos produtos nos supermercados, postos de combustíveis, farmácias, enfim o preço dos produtos ficará cada vez maior porque as empresas não estão tendo acesso. Os insumos, as matérias, enfim, fica cada vez mais complicado para essas empresas. Pedimos que essas manifestações sejam feitas, mas que não prejudiquem ainda mais a população”, relata.

Ele recorda ainda da elevação dos preços nos últimos meses, o que pode se agravar. “Nós já estamos enfrentando nos últimos meses o preço dos combustíveis, alimentos, produtos de necessidades básicas que estão cada vez mais caros e o poder de compra da maioria da população está cada vez menor. Nós estamos bem apreensivos com essas paralisações. Nós somos favoráveis a manifestações desde que seja respeitado o direito de ir e vir. Que não prejudique ainda mais a população mais pobre que já vem sofrendo com a renda cada vez menor e os produtos e necessidades básicas com preços cada vez maiores. Empresas já estão com problema de acesso a insumos, e com essas possíveis paralisações, os problemas ficarão cada vez maiores”, pontua.