Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

PSD busca firmar sua identidade e ideologia

Partido tem promovido eventos com os filiados e buscado novos membros em Santa Catarina
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 18/10/2019 - 08:29Atualizado em 18/10/2019 - 08:32
Napoleão Bernardes e Julio Garcia. Foto: Erik Behenck
Napoleão Bernardes e Julio Garcia. Foto: Erik Behenck

O PSD está se reestruturando e buscando um caminho para seguir já nas eleições de 2020. Estão sendo realizados eventos em diferentes cidades, para fortalecer as ideias do partido. Nesta sexta-feira, 18, o Programa Adelor Lessa recebeu o recém-filiado Napoleão Bernardes, o deputado federal Ricardo Guidi e o deputado estadual Julio Garcia.

“Estamos integrando toda a região sul do estado, compartilhando essa mensagem, para ter protagonismo e força própria. Estar na vida pública é desafiador. A missão do PSD tem sido essa, em um clima de absoluta harmonia, o partido vive um momento de união, porque todos estão no mesmo sentido”, comento Napoleão, ex-prefeito de Blumenau.

Conforme Julio Garcia, presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), em todos estes eventos estão acontecendo novas filiações, mas por enquanto ainda não é possível divulgar os nomes. Para ele, os partidos devem ser mais homogêneos, algo que não é visto na maioria das agremiações.

“O que precisa é existir um enxugamento dos partidos, bastaria ter cinco ou seis partidos. Agora vai ter a proibição das coligações na proporcional, e isso deve ajudar, se não vai continuar nessa miscelânea de partidos, sem ideologia e nem nada, é um amontoado de pessoas que se juntam para disputar uma eleição”, citou.

A crise no PSL

Na Câmara Federal, Ricardo Guidi percebe muita movimentação. Quando perguntado sobre a crise no PSL, disse que é uma situação preocupante, já que o partido é a base do Governo Federal. “A gente espera que essa unidade volte a acontecer o mais rápido possível, para ajudar nas reformas que o Brasil vai passar”, citou.

E as acusações contra Julio

Julio Garcia foi indiciado pela Operação Alcatraz, da Polícia Federal, e foi perguntado sobre o assunto. “Eu fiz um depoimento respondendo todos os questionamentos, depois teve uma coletiva. Estou muito tranquilo, consciência tranquila, não tenho dúvida que no fim eu vou ser absolvido”, concluiu.