Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Prefeito Valdir Fontanella espera liminar para voltar ao cargo em Lauro Müller

Operação do Gaeco investiga peculato em licitações no município; líder governista afirma que obras continuarão
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Lauro Müller - SC, 03/12/2019 - 07:19Atualizado em 03/12/2019 - 07:49
Fontanella foi afastado por 180 dias (Foto: Divulgação)
Fontanella foi afastado por 180 dias (Foto: Divulgação)

O prefeito Valdir Fontanella (PP), afastado do cargo em Lauro Müller, prepara recursos e tem a expectativa de retornar ainda esta semana à prefeitura do município. É a informação passada pelo vereador Anderson Antônio Bez Batti (PP), líder do governo na Câmara. Fontanella deve ser ouvido pelo Gaeco até sexta-feira. Ele foi afastado por 180 dias após a Operação Seguindo Rastro, que investiga licitações de maquinários para obras nos últimos três anos na cidade, sob suspeita de corrupção ativa e passiva e prática de peculato.

A prefeitura da cidade foi assumida interinamente pelo vice-prefeito Pedro Barp. De acordo com o líder governista na Câmara de Lauro Müller, a cidade continuará funcionando da mesma forma. "A gente vem a público falar que as atividades do município continuam de forma permanente, projetos, obras, tudo o que o município vem fazendo. Continuará do mesmo jeito sob a administração do Pedro Barp", afirmou Batti. 

Agentes do Gaeco estiveram em repartições públicas na segunda-feira para recolher documentos de licitações. Também foi apreendido o celular do prefeito. "Deve ser entregue nesta terça (o celular), em tempo recorde para essas investigações. O Valdir hoje não é réu, é investigado. O Gaeco esteve nas repartições de forma educada levando as licitações, procedimentos que estavam no portal da transparência. Isso é o que foi levado a Florianópolis", atestou o vereador. 

Fontanella ainda não se manifestou sobre o caso. Uma nota seria divulgada no fim da noite de segunda, mas até o momento não foi emitida. "O prefeito vai passar uma nota de esclarecimento e deixar a população ciente que essa investigação é no setor de locação de máquinas para obras. O prefeito tentou de todas as formas baratear as licitações no Rio do Rastro. Todos estão colaborando da melhor forma possível para que isso seja apurado", concluiu Batti. 

Afastado, Valdir Fontanella esteve em Florianópolis na segunda-feira e deve retornar à capital catarinense para formalizar o recurso de apelação para retornar ao cargo. De acordo com familiares, a notícia de afastamento o deixou em choque momentaneamente, mas agora ele está mais tranquilo e em reuniões com advogados para preparar sua defesa. Os advogados do prefeito terão acesso aos autos do processo nesta terça-feira.