Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Pinho Moreira afirma que despesas crescem mais do que a receita estadual

Governador de Santa Catarina explica cortes anunciados nesta semana
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 20/04/2018 - 10:20Atualizado em 20/04/2018 - 10:59

O governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, anunciou nesta semana mais uma série de cortes de gastos. Desta vez, 239 cargos comissionados deverão ser desligados nos próximos dias. O governador afirmou ainda a suspensão e não autorização de qualquer reposição salarial por parte do Executivo Catarinense.

“O Brasil, como um todo, viveu durante três anos a pior crise de sua história. Isso significa que a arrecadação de estados e municípios caiu. Em 2017, por exemplo, tudo o que o estado arrecadou foi muito menor que em 2014. E neste meio tempo tivemos aumento com despesas. Nós não estávamos tendo um crescimento da receita para acompanhar esta situação”, explicou o governador em entrevista ao Programa Adelor Lessa na manhã desta terça-feira.

O governador diz que espera que a situação financeira, que já vem mostrando sinais de recuperação, esteja totalmente recuperada ainda neste ano. “O estado não está quebrado. Vamos continuar investindo em saúde e na segurança pública. Não temos dinheiro para tudo. Vamos ter que fazer economia em ações menos nobres e que não trazem tanto benefício a população catarinense”, esclareceu.

Segundo Pinho Moreira, ele conversou com o ex-governador e pré-candidato ao Senado, Raimundo Colombo, sobre a situação econômica do estado e antes de fazer os cortes.

“Ainda nesta semana eu falei com ele por telefone e avisei que ia dar uma coletiva explicando as razões pelas quais eu estava tomando as providências. Ele sabe que o pior para a população seria se eu omitisse, se não mostrasse a situação real. As pessoas tem que entender. A situação é grave, a receita não cresce de forma exponencial como as despesas. A máquina pública ficou grande tem que ser diminuída. Isso chegou no fim”, afirmou.

Segurança

Pinho Moreira afirmou que está bastante preocupado com a situação atual da segurança pública estadual, principalmente em relação ao grande número de roubos de veículos de alto valor. “Por isso nós colocamos a segurança como uma das prioridades das nossas ações. Ontem tivemos muitas prisões envolvendo o tráfico de drogas, que é o que está estragando a nossa sociedade”, afirmou.