Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Pedidos de obras no Sul e ADRs na conversa dos prefeitos da Amesc com Moisés

Rodovia na Serra do Faxinal, parada há anos, é uma das prioridades solicitadas ao governador
Por Erik Behenck Maracajá - SC, 21/03/2019 - 08:26
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

Na quarta-feira (20) os prefeitos de municípios do vale do Araranguá estiveram com o governador Carlos Moisés (PSL), buscando passar as pautas necessárias para a região. O governador passou informações sobre a municipalização dos serviços após o fim das Agências de Desenvolvimento Regionais (ADR). Em entrevista ao Programa Adelor Lessa, o prefeito de Maracajá e presidente da Amesc, Arlindo Rocha comentou sobre o encontro.

“Nós fizemos uma pauta única e ela contém três obras muito importantes de estrutura para o Sul do estado. A primeira é a Serra do Faxinal, que é uma obra estadual paralisada há mais de três anos, a empresa que ganhou a licitação abandonou a obra. Também a pavimentação da rodovia que liga Praia Grande e Jacinto Machado, e uma interpraias, de Passo de Torres até Araranguá”, afirmou.

Sobre o fim das ADRs, Rocha citou que a Amesc recém inaugurou uma sede, esta que poderia servir para o novo sistema de governo. “A Amesc acabou de inaugurar uma sede muito ampla que está ociosa. Vai de encontro com o governador, que é municipalizar as ações. Os serviços burocráticos, os convênios, passarão para os municípios a partir de 2 de abril. Estamos acreditando muito nessa nova modalidade de governar o estado”, disse.

Rota dos Jesuítas

Existe um projeto para ligar o Sul e a Serra, após a conclusão da BR-285, a Rota dos Jesuítas. A ideia é desenvolver mecanismos para a divulgação dos municípios. Entre os pontos, será preciso identificar os turistas, verificar o mercado e encontrar os possíveis impactos socioculturais e econômicos. O planejamento começou desde já.

“Com a construção da Serra da Rocinha, que deve terminar em setembro do ano que vem, nós devemos receber muitos turistas vindos da Serra Gaúcha e de outros países. A ideia é que eles possam fazer o turismo por nossos municípios, com o Timbé, Ermo e Meleiro, depois Nova Veneza, Siderópolis e Orleans. Tudo isso é bom, o turista vai vir e trazer dinheiro”, completou o prefeito.

Confira a entrevista na íntegra: