Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!

Parque Astronômico de Criciúma proporciona diversão e ambiente inclusivo para pessoas autistas

Ação lembrou o Dia Mundial da Conscientização do Autismo de uma forma diferente com imersões ao universo

Por Redação Criciúma, SC, 04/04/2023 - 19:29
Foto: Divulgação/ Decom
Foto: Divulgação/ Decom

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Reforçar a importância de um ambiente de inclusão para as pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) de uma forma diferente com imersões ao universo foram as finalidades da Secretaria Municipal de Educação, em uma ação conjunta com a Organização Não Governamental (ONG) ONDA Autista e o Grupo de Autismo e Inclusão de Criciúma e Região (GAICR), lembrando o Dia Mundial da Conscientização do Autismo em Criciúma, comemorado no último domingo (2).

A ação, promovida no Parque Astronômico Municipal Albert Einstein E=mc², proporcionou um fim de semana com atividades descontraídas e adaptadas com temáticas da astronomia, entre sábado (1o) e domingo, lembrando a importância da data e do estudo científico no município.

"A valorização da educação e do estudo da ciência foram os principais motivos que inspiraram a construção do Parque Astronômico de Criciúma. Contribuir para a inclusão de todos nesse importante equipamento educacional é o nosso principal objetivo como educadores", enfatizou o secretário municipal de Educação, Celito Cardoso.

Segundo a professora dos Clubes de Astronomia da Secretaria Municipal de Educação, Vanessa Medeiros, a iniciativa transformou o ambiente do Parque Astronômico de Criciúma em um espaço de inclusão. "Para concretizar nossos objetivos desenvolvemos sessões adaptadas para as pessoas autistas de diversas idades, proporcionando conforto para todos que participaram das atividades no espaço do parque", afirmou.

Conforme Vanessa, para a realização das atividades, na última quinta-feira (30), foi preparada uma sessão teste para aperfeiçoar a adaptação nas sessões no planetário. O objetivo foi ver os melhores métodos a fim de proporcionar conforto e bem-estar para os visitantes. "Durante a ação, as pessoas tiveram um momento de imersão na sessão no planetário e, posteriormente, os adultos e as crianças com seus responsáveis tiveram a oportunidade de explorar todo o ambiente do parque", ressaltou.

Atividades de inclusão durante todo mês

Além da ação do último fim de semana, o mês de abril será marcado com programações de atividades no Parque Astronômico de Criciúma para as pessoas com Transtorno de Espectro Autista em comemoração à data. As sessões inclusivas e adaptadas serão proporcionadas nas quintas-feiras e em todos os sábados e domingos.

"Durante as quintas-feiras, as sessões ocorrerão nos seguintes dias e horários: dia 6 às 18h, dia 20 às 19h30 e dia 27 às 18h. Já nos sábados e domingos, todas as sessões de imersão no planetário ocorrerão às 16h. Os agendamentos para as sessões adaptadas podem ser reservados pelo telefone do Parque Astronômico de Criciúma: (48) 3431-0400", destacou a professora dos Clubes de Astronomia.

Ações que geram acolhimentos

A ação, primeiramente, adaptou as sessões de imersão no planetário. Porém, agora, projetos estão sendo desenvolvidos para a adaptação das visitas guiadas em todos os elementos do parque. De acordo com a coordenadora de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação, Úrsula Silveira Borges, cada detalhe pensado nas especificidades das pessoas autistas, além de proporcionar um ambiente inclusivo, contribui para elevar a atratividade educacional e turística do parque.

"Criciúma vem sendo referência, principalmente, nos atos de inclusão dentro das escolas em seus vários projetos. E, agora, proporcionar também a inclusão e conforto dentro das especificidades de pessoas que passam no entorno do parque, introduz todo conhecimento que o local consegue agregar fazendo com que todos se sintam acolhidos nesse importante ponto turístico e educacional na cidade", ponderou.

Para a presidente da ONG ONDA Autista, Elaine Cardoso, as sessões adaptadas conseguem compartilhar momentos importantes entre os familiares. "Durante a sensação de imersão ao universo as pessoas desenvolvem um olhar especial para as necessidades que uma pessoa autista precisa para aproveitar cada detalhe proporcionado", reforçou.

Elaine, ainda, comentou que outras instituições de municípios vizinhos também estão entrando em contato para trazerem seus autistas para as sessões. "Infelizmente, algumas dificuldades são encontradas em espaços que não são adaptados. Mas, esses momentos de acolhimento conseguem transparecem, ainda mais, a importância do olhar de inclusão que precisamos ter e conquistar", completou a presidente. 

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito