Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Os transtornos da revitalização da Avenida Centenário (VÍDEOS)

Carros, motos, caminhões e máquinas disputam espaço nas faixas reduzidas da Centenário
Vitor Netto
Por Vitor Netto Criciúma - SC, 25/11/2019 - 16:52Atualizado em 25/11/2019 - 16:55
Fotos: Vitor Netto / 4oito
Fotos: Vitor Netto / 4oito

Desde a última semana, os moradores de Criciúma têm sofrido com o trânsito caótico na Avenida Centenário. O principal motivo é a revitalização da capa asfáltica do trecho da avenida compreendido do Bairro Próspera ao Centro. Nesta segunda-feira, 25, as obras estão em frente ao Giassi Supermercados, na altura do Bairro São Cristóvão, e encontra-se na fase de fresagem. Motoristas disputam espaço nos pontos que se tornam bastante engarrafados na principal via da cidade. 

A obra está na primeira etapa, que compreende o trecho da Próspera até a Rodoviária, no Centro. A segunda etapa será o retorno, ou seja, da Rodoviária até a Próspera. As obras são executadas pela empresa JR Construções e Terraplanagem, vencedora de processo licitatório com a proposta de R$ 2.014.989,20. 

Os serviços de revitalização da estrutura do pavimento e da capa asfáltica da via devem ser concluídos em seis meses. Conforme o encarregado da obra, Everton dos Santos, a obra está 40% concluída. “Neste trecho [em frente ao Giassi Supermercado] está ocorrendo a fresagem do asfalto, que é tirar o material ruim. Na quinta-feira, 28, começaremos a colocar a malha asfáltica”, explica. 

O primeiro trecho da obra inicia na rótula que liga as avenidas Centenário e Jorge Elias de Lucca, no sentido Próspera/Centro. Ali não há homens ou máquinas trabalhando, contudo a estrada continua cortada, somente esperando a malha asfáltica. O mesmo cenário se estende até a altura do Parque das Nações Cincinato Naspolini. 

Neste trecho, a Avenida Centenário fica em duas pistas, o que faz muitos motoristas, principalmente motocicletas, utilizarem a faixa destinada para os ônibus. A mesma situação se estende a partir do Parque das Nações até a Kolina, contudo neste trecho já se observa um pequeno congestionamento. 

A partir da Kolina até poucos metros depois do Giassi Supermercados, que é onde atualmente há máquinas e homens trabalhando, a situação se agrava, pois todos os motoristas, carros, motos e ônibus utilizam somente uma faixa. Ao mesmo tempo, há máquinas e homens trabalhando na via. 

Neste trecho todos andam somente em uma pista, que é a destinada para os ônibus. Outro problema observado é que quando o Amarelinho precisa parar para deixar ou receber novos passageiros, o trânsito para totalmente, até o ônibus voltar a circular. 

Os motoristas precisam ficar atentos aos semáforos e a distância entre os carros nos cruzamentos, pois muitas vezes, devido ao trânsito trancado e com filas, é praticamente impossível respeitar a sinalização. O que também se observa é que não há muita sinalização falando para os motoristas sobre a obra, somente bem próximo onde há homens trabalhando. 

Os comerciantes do trecho explicam que a obra acaba trazendo complicações, já que afeta o trânsito na região, além do barulho e da poeira. Além disso, motoristas têm utilizados rotas de fuga, para não utilizar a Avenida Centenário. Muitos têm utilizado desvios por dentro dos bairros Próspera e Pio Corrêa. 

Obras futuras

As obras de revitalização que estão acontecendo neste momento integram o programa Avança Criciúma, lançado há dois meses. O programa inclui investimentos de R$ 130 milhões em obras estruturantes e ações nas áreas da saúde, mobilidade urbana, educação, esporte e cultura.

As próximas ruas que estão sendo planejadas para revitalização são Álvaro Catão e a João Pessoa.