Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Operação do GAECO prende três pessoas no sul catarinense

Ação faz parte de uma operação nacional. Caso envolveu a prefeitura de Ermo
Por Redação Criciúma, SC, 12/09/2019 - 18:48Atualizado em 12/09/2019 - 18:50
Prefeitura de Ermo / Divulgação
Prefeitura de Ermo / Divulgação

Foi deflagrada nesta quinta-feira, 12, a operação Embuste, que apura crimes de associação criminosa, corrupção passiva e ativa, peculato e fraude processual. A ação é do GAECO, em apoio à 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Turvo, no Sul do Estado.

A operação Embuste faz parte de uma ação nacional de enfrentamento à corrupção e à lavagem de dinheiro em 10 estados foi deflagrada pelos Ministérios Públicos estaduais. Em Santa Catarina, além desta operação, outra foi deflagrada em Chapecó.

A pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), foram expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Turvo três mandados de prisão temporária, três afastamentos das funções públicas e três mandados de busca e apreensão. Os mandados foram cumpridos nesta tarde por Policiais do GAECO.

A investigação da Promotoria de Justiça iniciou com a instauração de Inquérito Civil e buscou averiguar o efetivo uso de peças adquiridas por meio de empenhos pela Prefeitura Municipal de Ermo para reparos em caminhões usados na coleta do lixo urbano naquele município.

Após reunir elementos que indicaram fraude na aquisição e nos serviços mecânicos, foi instaurado Procedimento de Investigação Criminal que culminou com a identificação de crimes de associação criminosa, corrupção passiva e ativa, peculato e fraude processual.

O esquema criminoso desvendado contava com a participação de servidores públicos municipais, dentre eles, dois secretários municipais, que agiam em conluio com empresários. Os investigados se valiam de manobras dissimuladas e subterfúgios visando não ter a prática dos seus crimes revelada, fato este que motivou o nome da operação.