Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“Não é fechar vamos fechar a porta para outros municípios"

Segundo secretária Municipal de Saúde o HMISC deve fazer porta referenciada a partir do dia 1º de outubro
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 06/09/2017 - 08:18Atualizado em 06/09/2017 - 08:20

A secretária de Municipal de Saúde, Francielle Gava, esclareceu que, diferente do que foi dito anteriormente o Hospital Materno Infantil Santa Catarina não vai fechar as portas para outros municípios.

“A partir do dia 1º vamos fazer porta referenciada para redução de custos. (Porta referenciada) Não é fechar a porta para outros municípios em caso de urgência e emergência”, explica Francielle.

Segundo Francielle, a medida diz respeito a casos hospitalares, ou seja, pacientes de outros municípios só não serão atendidos em casos não emergenciais, situação que se repitirá com pacientes criciumenses.

“Quando há necessidade de atendimento hospitalar a porta vai estar aberta. Temos experiência no Hospital São José e é o que vai acontecer. Se o paciente veio encaminhado e já foi passado por um profissional de saúde vai ser atendido. Veio espontaneamente e não é caso de urgência volta ao seu município”, esclareceu.