Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Mulher encontrada morta em casa foi vítima de feminicídio

Para a Polícia Civil, o companheiro dela é o autor do crime
Por Vanessa Amando Içara, SC, 19/02/2019 - 06:58
Foto: Daniel Búrigo/Arquivo A Tribuna
Foto: Daniel Búrigo/Arquivo A Tribuna

A Polícia Civil de Içara prendeu preventivamente o companheiro da mulher que foi encontrada morta no bairro Barracão, em Içara, na última quarta-feira, dia 13. A prisão ocorreu na tarde de ontem. O corpo de Cheila Regina Tresi, de 32 anos, foi localizado em casa e passou por perícia, através da qual foi constatado o homicídio.

De acordo com o delegado Rafael Iasco, quem acionou as autoridades policiais no dia da morte foi o próprio marido, de 48 anos. Ele, inclusive, afirmou que Cheila havia ingerido muitos remédios e dormiu por longas horas, levantando a possibilidade de um suicídio. No entanto, desde o início, a polícia desconfiou da atitude dele e da forma como o corpo foi encontrado.

No exame cadavérico foi possível constatar que a vítima foi torturada e morta com um golpe de instrumento contundente na cabeça, tendo como causa da morte um traumatismo craniano. Além disto, o corpo apresentava marcas de queimaduras, marcas nos joelhos e muitos hematomas, o que, segundo o médico legista, são sinais de tortura. Também há indícios de que o marido tenha modificado a cena do crime antes de acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele foi encaminhado ao presídio pelo crime de feminicídio.