Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Morte do adolescente com 55 passagens motivou tiros na casa de sargento

Ocorrência também levou outras ameaças para a corporação
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 06/02/2019 - 09:55Atualizado em 06/02/2019 - 10:01

A morte do adolescente de 17 anos, após confronto com a Polícia Militar (PM) no último sábado (2), tem levado ameaças a corporação. Na noite de terça-feira (5) a casa de um sargento e a de seu vizinho foram atingidas por dez disparos de arma de fogo. Por meio da rede de inteligência, junto com a Polícia Civil, foram encontrados vídeos e outros itens com essas ameaças.

"Não é a primeira vez, não só na casa desse militar como de outros. Essa tem relação direta com a morte daquele adolescente no sábado, que tinha 55 passagens e entrou em confronto com a Polícia Militar. Amigos do mundo do crime prometeram em vídeos vasados e também por levantamento da nossa agência de inteligência que fariam atentados contra a residência de militares”, afirmou o tenente-coronel Dimitri.

Nenhuma pessoa ficou ferida, a casa do policial estava vazia. As balas são de pistola ou de revólver e ficaram alojadas em partes de madeira. Segundo Dimitri, a investigação apontou que um veículo crossfox vermelho deu cobertura para os homens que realizaram os disparos. Ainda na noite de quarta-feira, o carro foi encontrado e todos os envolvidos levados para a Delegacia de Polícia, sendo que os maiores foram enquadrados na situação de flagrante.

“Esse veículo foi abordado na Santa Luzia, sendo abordado em seu interior uma feminina e um adolescente de 17 anos. Numa entrevista com a Polícia Militar, não queriam alegar nada, entretanto, a feminina disse que em sua casa havia um adolescente que eles tinham dado uma corrida. Um adolescente, vulgo Paulista, estava lá. Próximo a outra residência foi abordado mais um adolescente, que já deve ter 18 anos, porque tinha um mandato contra ele”, completou.

Confira a entrevista na íntegra: