Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
Exclusivo

Ministro fala da BR-101 e obras na Serra da Rocinha

Tarcísio de Freitas, que percorre a região nesta segunda-feira, falou com exclusividade ao 4oito e Som Maior
Marciano Bortolin/Vitor Netto Timbé do Sul, SC, 06/07/2020 - 14:53Atualizado em 06/07/2020 - 15:28
Fotos: Vitor Netto / 4oito
Fotos: Vitor Netto / 4oito

No Sul do estado desde a manhã desta segunda-feira, 6, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, assinou o contrato de concessão da BR-101 e aproveitou para ir a Timbé do Sul, onde visita as obras da Serra da Rocinha (BR-285).

Com exclusividade, ele falou ao 4oito e à Som Maior, que as ações são fundamentais para o desenvolvimento de Santa Catarina e principalmente para a região. “Fundamental a assinatura do contrato (de concessão da BR-101) porque vai representar R$ 7,4 bilhões de investimentos e isso é melhoria na prestação de serviços ao usuário. Vamos ter já nos seis primeiros meses uma série de serviços sendo agregados como de serviço mecânico, suporte médico. Depois destes seis meses uma série de serviços iniciais como recuperação de pontos da pista, do pavimento”, salienta.

Freitas lembra ainda que a cobrança do pedágio inicia um ano após a assinatura do contrato. “Estamos prevendo 1,5 mil empregos gerados, então o usuário ganha o investimento na melhoria do serviço, do tempo de viagem e ganhamos na geração de emprego. 

Confira também:

BR-285 está 80% pronta em Timbé do Sul
Ministro assina concessão da BR-101 Sul 

Serra da Rocinha

O ministro se agradou também do que viu no Extremo Sul, mais precisamente nas obras da BR-285,  em Timbé do Sul, e garantiu que o coronograma será cumprido, concluindo a obra até dezembro de 2020. “Estamos vendo uma obra bastante adiantada. Falta pouco para a conclusão do contorno de Timbé do Sul. A travessia urbana também concluída. É uma obra que está bastante adiantada. Na serra falta em torno de cinco quilômetros e a expectativa é que a gente termine até dezembro porque a obra está dentro do cronograma e conseguimos honrar este compromisso”, diz.

Porto de Imbituba

Freitas também foi questionado sobre a possibilidade do Porto de Imbituba passar para a gestão da União. “Temos quatro protos na carteira e é importante entregar o que está em estuado. Estamos estudando o porto do Espírito Santo, na sequência Santos e São Sebastião e o último a ser incorporado é o de Itajaí, mas isso abre as portas para que outros portos sejam desestatizados e a vantagem é a modificação da relação com os arrendatários, a gente consegue ter uma relação maior para realizar investimentos, dá uma dinâmica maior ao setor prontuário, melhorando a prestação de serviços, a efetividade”, relata.

Bancada federal

Acompanhado por parlamentares catarinenses, como o deputado Daniel Freitas (PSL), que coordena o Fórum Parlamentar Catarinense, além de Ricardo Guidi (PSD), o senador Jorginho Mello (PL), o ministro não poupou elogios ao trabalho realizado pela bancada ederal. “A bancada federal de Santa Catarina é uma das mais atuantes do Brasil, uma presença constante no Ministério de Infraestrutura, um apoio constante conosco no estabelecimento das prioridades. O que estamos vendo, é materializado porque tem esta proximidade do Executivo com a bancada”, finaliza. A vice-governadora, Daniela Reinehr (PSL), também acompanha a comitiva.