Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Mesmo descontente, Waguinho vê evolução no Criciúma

Técnico acredita que o time tricolor está mais aguerrido e determinado. Time, porém, segue no Z-4
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 20/09/2019 - 22:05Atualizado em 20/09/2019 - 22:07
Foto: Jota Éder / Timaço / Rádio Som Maior
Foto: Jota Éder / Timaço / Rádio Som Maior

O Criciúma está em evolução. Mesmo que o técnico Waguinho Dias admita descontentamento com o momento tricolor depois de mais uma derrota, 1 a 0 para o Atlético Goianiense em casa nesta sexta-feira, 20, pela Série B do Brasileiro. "Eu estou descontente como o nosso torcedor e como todos. Ninguém gostaria de ter uma derrota em casa, isso é ruim demais. Por outro lado, eu vi uma evolução grande na equipe. Vi uma equipe aguerrida, determinada e que jogou os dois tempos melhor que o adversário, com disposição e situação melhores", apontou.

Waguinho entende que o Criciúma dominou o Atlético. "Não deixamos o Atlético produzir, tomamos um gol de bola parada e o Bruno não fez defesas. No segundo tempo tivemos uma pressão maior, um volume de jogo maior, uma intensidade buscando o gol a todo momento, e tivemos as marcações", afirmou.

A matemática não vem ajudando. O Criciúma pode, caso o Guarani vença o Paraná neste sábado, ser vice-lanterna. "É lógico que estão todos preocupados e nós também. Mas temos muitos jogos pela frente e hoje nós dependemos apenas de nós. Não dependemos de qualquer outro adversário. Até o final vai ser essa luta, uma situação muito difícil", destacou. "Nós temos dois campeonatos dentro de um. Temos o nosso, no qual temos que somar pontos contra todos, principalmente dentro de casa, vamos fazer um caldeirão aqui. O torcedor esteve presente, cobrou e incentivou. E quando jogarmos contra equipes próximas na tabela, temos que vencer", emendou.

Ele citou as características positivas da sua equipe. "Com qualidade melhor, com tomada de soluções no ataque, e que a gente consiga fazer os gols. Mas o volume, a intensidade e o empenho me dão clareza que essa equipe vai conseguir", completou.

O treinador fez uso de números para fundamentar sua visão positiva sobre o Criciúma nesta sexta-feira. "Tivemos oito escanteios, eles quatro. Tivemos 68% de posse de bola, sofremos 22 faltas e eles não. Tudo o que eu falar o torcedor não vai entender. Mas pelo empenho, deste jogo melhorou e tem que ser cobrado daqui para a frente, isso me dá um alento", analisou. "Diferente dos outros jogos, eu vi intensidade buscando o gol", ressaltou Waguinho.

Waguinho vem trabalhando a ideia de o time abastecer mais o ataque para chegar ao gol adversário. "Eu peço que as jogadas se criem para o Léo Gamalho colocar para dentro. Estamos tentando melhorar esse posicionamento dele", citou.