Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Mais de duas toneladas de sal para tirar gelo da SC-390

É a quantidade do produto que a coordenadoria de Infraestrutura encaminhou para a PMRv. Estrada segue bloqueada
Denis Luciano
Por Denis Luciano Bom Jardim da Serra, SC, 06/07/2019 - 10:16Atualizado em 06/07/2019 - 10:52
Divulgação
Divulgação

A SC-390 esteve bloqueada ao tráfego na manhã deste sábado entre Bom Jardim da Serra e Lauro Müller, mas foi liberada faz poucos minutos. A interdição se deu em função da quantidade de gelo na pista. A coordenadoria regional Sul de Infraestrutura (o antigo Deinfra) encaminhou cerca de cem sacas de sal, somente nesta semana, para os postos da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) do Mirante e do Guatá.

"A gente que faz o encaminhamento do produto. Mandamos mais de 20 sacas na quarta, mais de 20 na quinta e cerca de 50 sacas neste sábado para os policiais utilizarem", confirma o coordenador de Infraestrutura regional, Gustavo Taufembach.

Mais de duas toneladas de sal

O investimento já chegou a 2,5 toneladas de sal para dar condições de tráfego à SC-390, onde o sal é utilizado para remover o gelo que se acumula nos dias frios. Foi por conta desse gelo que a estrada acabou bloqueada ao tráfego no fim da tarde desta sexta-feira, 5, forçando a formação de longas filas tanto na extremidade superior, em Bom Jardim da Serra, quanto na inferior, no Guatá.

"O ideal com o sal é fazer o trabalho preventivo, bloquear a rodovia e aplicar o sal antes de o gelo chegar. O correto é fazer ao menos 12 horas de interdição para isso. Vamos tentar trabalhar com esse caráter preventivo nas próximas vezes", observa Taufembach. "Mas entendemos o esforço máximo dos policiais, eles são poucos, o efetivo é pequeno, tanto que nesta operação de agora veio reforço de Florianópolis para auxiliar nos trabalhos", explica.

O coordenador confirma que o frio surpreendeu nos cuidados com a SC-390. "Faz um mês que estamos tratando sobre esse envio do sal, já havíamos deixado algumas sacas nas últimas semanas nos postos, mas era pouca quantidade", reconhece Taufembach. O problema mais crítico da formação de gelo na estrada se dá nas últimas curvas, na parte superior da serra, perto do limite de Lauro Müller com Bom Jardim da Serra. "É que ali na metade da serra é que começa o problema, é pontual de algumas curvas que eles chama de curvas escuras, onde o sol demora a pegar", conclui.