Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Kátia Smielevski detalha obras no binário da Santos Dumont

Secretária falou ao Programa Adelor Lessa sobre a primeira etapa da obra, que contempla revitalização complexa no local
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma - SC, 27/11/2019 - 08:14Atualizado em 27/11/2019 - 14:25

Criciúma está em obras na Avenida Centenário e agora a cidade prepara-se para uma nova etapa de máquinas nas ruas. Já está definida a empresa que fará as obras do binário da Santos Dumont, a criciumense Confer Construtora Fernandes, e a tendência é que em janeiro comece a revitalização no local.

A secretária de Obras de Criciúma Kátia Smielevski, esteve no Programa Adelor Lessa desta quarta-feira, 27, e deu detalhes das obras que estão acontecendo e que vão começar no município. Na Centenário, o tempo estimado para a revitalização da avenida, que começou há cerca de duas semanas, é de 120 dias, em obras que irão da Próspera até o Pinheirinho.

"Os proprietários já estão construindo as calçadas na Centenário. Com a ajuda do MP nós estamos notificando que todos façam as calçadas com acessibilidade. O município faz a sua parte nas propriedades, também vamos fazer rampas de acessibilidades, uma segunda etapa que iniciaremos em janeiro", esclareceu Kátia.

Segundo a secretária, são 150 frentes de obras em todo o município. Sobre o binário da Santos Dumont, cujo financiamento é junto ao Fonplata, no valor de 17,5 milhões de dólares, a empresa deve iniciar os trabalhos 30 dias após a assinatura do contrato com a prefeitura. Uma outra etapa do projeto financiado pelo Fonplata deve incluir um mergulho da Centenário no cruzamento com os trilhos da Ferrovia Tereza Cristina e a Santos Dumont, prometido na terça-feira pelo prefeito Clésio Salvaro.

"Estamos fazendo um estudo, que já está bem avançado. A Avenida Centenário vai para o mergulho, porque ali tem o trilho que permanece no mesmo nível. Carros e veículos vão passar por baixo do trilho. Não é viaduto nem elevado, é uma trincheira. O projeto está sendo discutido com a ferrovia Tereza Cristina e a Agência de Transporte Terrestre. A ferrovia nos ajuda a solucionar a parte técnica, porque também é de interesse deles", falou Kátia. "É quase o valor de todo o trecho já licitado pelo Fonplata, então a gente precisa ter bastante responsabilidade com o recurso público. Ele ainda não foi amplamente divulgado porque precisamos estudá-lo bem", acrescentou a secretária. 

Binário

As obras na Santos Dumont devem compreender um complexo processo de revitalização, desde a repavimentação, ciclovias e calçadas, mas também com obras de esgoto em conjunto com a Casan e a construção de galerias fluviais para o escoamento de água. 

"O trecho da Pinheiro Machado até o Pinheirinho vai ser duplicado, com quatro faixas, duas para ir e duas para voltar, com separador físico para dividir as duas pistas. Queremos fazer dali um espaço mais humanizado, um núcleo de desenvolvimento, que seja o centro comercial do bairro São Luiz", detalhou Kátia. 

A região terá também a revitalização da rodovia Luiz Rosso, prevista para a segunda metade de janeiro.  A rua Pinheiro Machado entre a Santos Dumont e Carlos Pinto Sampaio será revitalizada. A rua Carlos Pinto Sampaio também será toda revitalizada, além da pavimentação de toda a rua Fioravante Benedete e parte da avenida Imigrante Polonese.