Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
Eleições 2020

Içarenses avaliam os governos de Bolsonaro e Carlos Moisés

Gestão do presidente é avaliada como positiva, bem como a do governador Moisés. Saúde aponta como a principal prioridade para o próximo prefeito de Içara
Vitor Netto
Por Vitor Netto Içara - SC, 09/07/2020 - 08:50Atualizado em 09/07/2020 - 09:14
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Rádio Som Maior FM e o Portal 4oito apresentam mais uma pesquisa nesta quinta-feira, 9, envolvendo a situação política e envolvendo as eleições de 2020. Os mais recentes dados apontados pelo Instituto de Pesquisa Catarinense (IPC), mostram a avaliação dos governos do presidente Jair Bolsonaro e do governador Carlos Moisés no município de Içara. Outra pergunta realizada na pesquisa aos içarenses é qual a prioridade para a cidade nos próximos anos.

Ao todo, foram ouvidas 500 pessoas entre 6 e 7 de julho. As pesquisas foram registradas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). 

Na opinião dos moradores de Içara, o desempenho do atual governo do Presidente Jair Bolsonaro é positivo. 33,8% apontam como regular; 18,4% avaliam como ótimo; 23% como bom. Já 9% avaliam como ruim; 13,2% como péssimo. Por fim, 2,6% dos entrevistados não souberam dizer. 

 

A administração do governo Carlos Moisés também é avaliada de forma positiva pelos içarenses. 42,4% avaliaram como regular; 27,4% avaliaram como bom; e 3,6% avaliaram como ótimo. Já 12,2% avaliaram como péssimo o governo de Moisés. 8,6% avaliaram como ruim e 5,8% não souberam responder. 

 

Os entrevistados também foram questionados sobre qual deve ser o principal foco, a partir de 2021, do próximo prefeito de Içara. A pesquisa foi feita de forma espontânea, ou seja, o eleitor não teve opções para a resposta. A saúde desponta como principal ponto. O quesito de "mais médicos" é a principal necessidade do município na avaliação dos eleitores. 20,2% avaliaram esse quesito como o principal ponto necessário; 16,8% avaliam que a prioridade são obras, principalmente na questão de pavimentações. 8,8% apontam também a saúde, mas desta vez voltadas para o atendimento nos postos de saúde. 5,4% apontam exames mais rápidos na área da saúde. 3,6% afirmaram mais investimentos na saúde; 3% melhoria no atendimento do hospital e 2,8% no cuidado do hospital. Dos entrevistados, 3,6% não souberam responder. 

 

As pesquisas foram registradas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).